Nas pinturas de Karen Ann Myers, o quarto das mulheres é um ambiente quase sagrado. Um local que existe em todas as suas pinturas e, mesmo não sendo reais, refletem o que a artista acredita que passa na cabeça da maioria das mulheres.
Pristina.org // Arte // A Intimidade Feminina por Karen Ann Myers

A Intimidade Feminina por Karen Ann Myers

  • Arte

Nas pinturas de Karen Ann Myers, o quarto das mulheres é um ambiente quase sagrado. Um local que existe em todas as suas pinturas e, mesmo não sendo reais, refletem o que a artista acredita que passa na cabeça da maioria das mulheres. E ela usa desse elemento para demonstrar o que ela sente em relação a exploração da mulher pela mídia de massa de hoje em dia.

Suas pinturas mostram momentos íntimos e vulneráveis de jovens mulheres que estão posicionadas sobre um fundo repleto de texturas e padrões visuais que incluem os tecidos da cama, papel de parede e todos os objetos do dia a dia. O que chama mais atenção nas imagens criadas por Karen Ann Myers é a forma com a qual ela usa de cores fortes e contrastantes em alguns detalhes das suas pinturas. Esse objetos parecem vibrar por trás das modelos e acabam, pelo menos para mim, criando uma certa aura nessas mulheres. Como se as cores fortes usadas ali servissem para representar algo que está passando na cabeça delas.

Nas pinturas de Karen Ann Myers, o quarto das mulheres é um ambiente quase sagrado. Um local que existe em todas as suas pinturas e, mesmo não sendo reais, refletem o que a artista acredita que passa na cabeça da maioria das mulheres.

Nas pinturas de Karen Ann Myers, o quarto das mulheres é um ambiente quase sagrado. Um local que existe em todas as suas pinturas e, mesmo não sendo reais, refletem o que a artista acredita que passa na cabeça da maioria das mulheres.

Nas pinturas de Karen Ann Myers, o quarto das mulheres é um ambiente quase sagrado. Um local que existe em todas as suas pinturas e, mesmo não sendo reais, refletem o que a artista acredita que passa na cabeça da maioria das mulheres.

Nas pinturas de Karen Ann Myers, o quarto das mulheres é um ambiente quase sagrado. Um local que existe em todas as suas pinturas e, mesmo não sendo reais, refletem o que a artista acredita que passa na cabeça da maioria das mulheres.

Nas pinturas de Karen Ann Myers, o quarto das mulheres é um ambiente quase sagrado. Um local que existe em todas as suas pinturas e, mesmo não sendo reais, refletem o que a artista acredita que passa na cabeça da maioria das mulheres.

I am investigating the psychological complexity of women through intimate observations in the bedroom. The work is inspired by the cult of beauty in contemporary mass media. Intricately painted, decorative interiors are invented to titillate the viewer.

Nas pinturas de Karen Ann Myers, o quarto das mulheres é um ambiente quase sagrado. Um local que existe em todas as suas pinturas e, mesmo não sendo reais, refletem o que a artista acredita que passa na cabeça da maioria das mulheres.

Nas pinturas de Karen Ann Myers, o quarto das mulheres é um ambiente quase sagrado. Um local que existe em todas as suas pinturas e, mesmo não sendo reais, refletem o que a artista acredita que passa na cabeça da maioria das mulheres.

Nas pinturas de Karen Ann Myers, o quarto das mulheres é um ambiente quase sagrado. Um local que existe em todas as suas pinturas e, mesmo não sendo reais, refletem o que a artista acredita que passa na cabeça da maioria das mulheres.

Nas pinturas de Karen Ann Myers, o quarto das mulheres é um ambiente quase sagrado. Um local que existe em todas as suas pinturas e, mesmo não sendo reais, refletem o que a artista acredita que passa na cabeça da maioria das mulheres.

Nas pinturas de Karen Ann Myers, o quarto das mulheres é um ambiente quase sagrado. Um local que existe em todas as suas pinturas e, mesmo não sendo reais, refletem o que a artista acredita que passa na cabeça da maioria das mulheres.

Acho bem interessante a investigação visual que a artista faz através do uso do quarto como local de observação. Ela diz que seu trabalho é inspirado pelo estranho modo com o qual a mídia de hoje explora o culto a beleza. Mas, para mim, não é essa crítica que mais chamou minha atenção. A forma quase sagrada que as pinturas posicionam as modelos em seus ambientes, o ângulo de visão, tudo me aponta para um lado quase voyeur e isso é que gostei de ver nas pinturas de Karen Ann Myers.

A Intimidade Feminina nas Pinturas de Karen Ann Myers

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.