Kim Dorland supera as fronteiras da pintura através de uma exploração de memória, material, identidade, lugar e nostalgia. Sua referência visual é a paisagem canadense e seu apetite por história e por uma nova linguagem. Ele se recusa a ficar preso a apenas uma forma de produzir sua arte e você pode ver isso muito bem na natureza de suas pinturas. Algumas vezes, os quadros são cobertos por tinta acrílica, outras vezes é tinta de spray. E suas experimentações não ficam só por ali.
Pristina.org // Arte // Kim Dorland: I Have Seen The Future Brother

Kim Dorland: I Have Seen The Future Brother

  • Arte

Kim Dorland supera as fronteiras da pintura através de uma exploração de memória, material, identidade, lugar e nostalgia. Sua referência visual é a paisagem canadense e seu apetite por história e por uma nova linguagem. Ele se recusa a ficar preso a apenas uma forma de produzir sua arte e você pode ver isso muito bem na natureza de suas pinturas. Algumas vezes, os quadros são cobertos por tinta acrílica, outras vezes é tinta de spray. E suas experimentações não ficam só por ali.

Kim Dorland é um artista canadense baseado em Vancouver cujo trabalho de pintura é voltado para paisagens e retratos. Seus temas são repletos de nostalgia e, algumas vezes, escuridão. Uma curiosidade sobre as pinturas do artista é que muitas vezes, elas cruzam a fronteira para a escultura devido a quantidade de tinta que ele coloca em seus quadros. É tanta tinta que, algumas vezes, os quadros precisam ser presos em seu lugar com parafusos.

Kim Dorland supera as fronteiras da pintura através de uma exploração de memória, material, identidade, lugar e nostalgia. Sua referência visual é a paisagem canadense e seu apetite por história e por uma nova linguagem. Ele se recusa a ficar preso a apenas uma forma de produzir sua arte e você pode ver isso muito bem na natureza de suas pinturas. Algumas vezes, os quadros são cobertos por tinta acrílica, outras vezes é tinta de spray. E suas experimentações não ficam só por ali.

Kim Dorland supera as fronteiras da pintura através de uma exploração de memória, material, identidade, lugar e nostalgia. Sua referência visual é a paisagem canadense e seu apetite por história e por uma nova linguagem. Ele se recusa a ficar preso a apenas uma forma de produzir sua arte e você pode ver isso muito bem na natureza de suas pinturas. Algumas vezes, os quadros são cobertos por tinta acrílica, outras vezes é tinta de spray. E suas experimentações não ficam só por ali.

Kim Dorland supera as fronteiras da pintura através de uma exploração de memória, material, identidade, lugar e nostalgia. Sua referência visual é a paisagem canadense e seu apetite por história e por uma nova linguagem. Ele se recusa a ficar preso a apenas uma forma de produzir sua arte e você pode ver isso muito bem na natureza de suas pinturas. Algumas vezes, os quadros são cobertos por tinta acrílica, outras vezes é tinta de spray. E suas experimentações não ficam só por ali.

Kim Dorland supera as fronteiras da pintura através de uma exploração de memória, material, identidade, lugar e nostalgia. Sua referência visual é a paisagem canadense e seu apetite por história e por uma nova linguagem. Ele se recusa a ficar preso a apenas uma forma de produzir sua arte e você pode ver isso muito bem na natureza de suas pinturas. Algumas vezes, os quadros são cobertos por tinta acrílica, outras vezes é tinta de spray. E suas experimentações não ficam só por ali.

Kim Dorland supera as fronteiras da pintura através de uma exploração de memória, material, identidade, lugar e nostalgia. Sua referência visual é a paisagem canadense e seu apetite por história e por uma nova linguagem. Ele se recusa a ficar preso a apenas uma forma de produzir sua arte e você pode ver isso muito bem na natureza de suas pinturas. Algumas vezes, os quadros são cobertos por tinta acrílica, outras vezes é tinta de spray. E suas experimentações não ficam só por ali.

Kim Dorland supera as fronteiras da pintura através de uma exploração de memória, material, identidade, lugar e nostalgia. Sua referência visual é a paisagem canadense e seu apetite por história e por uma nova linguagem. Ele se recusa a ficar preso a apenas uma forma de produzir sua arte e você pode ver isso muito bem na natureza de suas pinturas. Algumas vezes, os quadros são cobertos por tinta acrílica, outras vezes é tinta de spray. E suas experimentações não ficam só por ali.

Kim Dorland supera as fronteiras da pintura através de uma exploração de memória, material, identidade, lugar e nostalgia. Sua referência visual é a paisagem canadense e seu apetite por história e por uma nova linguagem. Ele se recusa a ficar preso a apenas uma forma de produzir sua arte e você pode ver isso muito bem na natureza de suas pinturas. Algumas vezes, os quadros são cobertos por tinta acrílica, outras vezes é tinta de spray. E suas experimentações não ficam só por ali.

Kim Dorland nasceu em 1974, em Wainwright, na província canadense de Alberta. Hoje em dia, ele vive e trabalha em Vancouver.

Kim Dorland: I Have Seen The Future Brother

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.