Pristina.org - Everything Design since 2005

A Arte Bizarra de Takato Yamamoto ArteFelipe Tofani on 17/01/2012

Erotismo, ocultismo, bondage nos traços do Takato Yamamoto

Takato Yamamoto é quase desconhecido fora do Japão. Mas o brilho do seu trabalho não deve ser limitado pela sua popularidade. Seus temas de erotismo, ocultismo, bondage são traduzidos em linhas muito finas e precisas que geram um surrealismo ainda maior. Seus rostos padecem de uma ausência de emoção que ajuda a passar um visual ainda mais grotesco. Sou fã desse cara.

A arte de Takato Yamamoto, inicialmente, acaba mostrando todo aquele lado estranho que imaginamos vindo do Japão. Como toda a estranha obsessão em ter mulheres amarradas por cordas e todas aquelas coisas. Mas, quando você olha seus trabalhos com um pouco mais de atenção, você começa a enxergar um nível de finesse e de imaginação que eleva esse material para longe da pornografia e em direção a um retrato da decadência. Se é que podemos descrever as imagens de Takato Yamamoto dessa forma.

Takato Yamamoto é quase desconhecido fora do Japão. Mas o brilho do seu trabalho não deve ser limitado pela sua popularidade. Seus temas de erotismo, ocultismo, bondage são traduzidos em linhas muito finas e precisas que geram um surrealismo ainda maior. Seus rostos padecem de uma ausência de emoção que ajuda a passar um visual ainda mais grotesco. Sou fã desse cara.
Takato Yamamoto é quase desconhecido fora do Japão. Mas o brilho do seu trabalho não deve ser limitado pela sua popularidade. Seus temas de erotismo, ocultismo, bondage são traduzidos em linhas muito finas e precisas que geram um surrealismo ainda maior. Seus rostos padecem de uma ausência de emoção que ajuda a passar um visual ainda mais grotesco. Sou fã desse cara.
Takato Yamamoto é quase desconhecido fora do Japão. Mas o brilho do seu trabalho não deve ser limitado pela sua popularidade. Seus temas de erotismo, ocultismo, bondage são traduzidos em linhas muito finas e precisas que geram um surrealismo ainda maior. Seus rostos padecem de uma ausência de emoção que ajuda a passar um visual ainda mais grotesco. Sou fã desse cara.

Takato Yamamoto is widely known for his “Ukiyo-e Pop” style of painting. He explores themes of darkness, bondage, vampires, metamorphosis, love and death. The perspective is always calm and serene – never depicting violence – rather, it is impending or just completed. Takato Yamamoto usually works with acrylic paint on paper and sometimes on canvas.

Takato Yamamoto é quase desconhecido fora do Japão. Mas o brilho do seu trabalho não deve ser limitado pela sua popularidade. Seus temas de erotismo, ocultismo, bondage são traduzidos em linhas muito finas e precisas que geram um surrealismo ainda maior. Seus rostos padecem de uma ausência de emoção que ajuda a passar um visual ainda mais grotesco. Sou fã desse cara.
Takato Yamamoto é quase desconhecido fora do Japão. Mas o brilho do seu trabalho não deve ser limitado pela sua popularidade. Seus temas de erotismo, ocultismo, bondage são traduzidos em linhas muito finas e precisas que geram um surrealismo ainda maior. Seus rostos padecem de uma ausência de emoção que ajuda a passar um visual ainda mais grotesco. Sou fã desse cara.
Takato Yamamoto é quase desconhecido fora do Japão. Mas o brilho do seu trabalho não deve ser limitado pela sua popularidade. Seus temas de erotismo, ocultismo, bondage são traduzidos em linhas muito finas e precisas que geram um surrealismo ainda maior. Seus rostos padecem de uma ausência de emoção que ajuda a passar um visual ainda mais grotesco. Sou fã desse cara.
Takato Yamamoto é quase desconhecido fora do Japão. Mas o brilho do seu trabalho não deve ser limitado pela sua popularidade. Seus temas de erotismo, ocultismo, bondage são traduzidos em linhas muito finas e precisas que geram um surrealismo ainda maior. Seus rostos padecem de uma ausência de emoção que ajuda a passar um visual ainda mais grotesco. Sou fã desse cara.
Takato Yamamoto é quase desconhecido fora do Japão. Mas o brilho do seu trabalho não deve ser limitado pela sua popularidade. Seus temas de erotismo, ocultismo, bondage são traduzidos em linhas muito finas e precisas que geram um surrealismo ainda maior. Seus rostos padecem de uma ausência de emoção que ajuda a passar um visual ainda mais grotesco. Sou fã desse cara.
Takato Yamamoto é quase desconhecido fora do Japão. Mas o brilho do seu trabalho não deve ser limitado pela sua popularidade. Seus temas de erotismo, ocultismo, bondage são traduzidos em linhas muito finas e precisas que geram um surrealismo ainda maior. Seus rostos padecem de uma ausência de emoção que ajuda a passar um visual ainda mais grotesco. Sou fã desse cara.

Gosto muito de observar os detalhes das ilustrações que selecionei para o artigo aqui. Com suas cabeças decapitadas perdidas pelo fundo das obras, a presença de garras e cabelos longos que se prendem em todos os locais e parecem deixar tudo um pouco mais devagar. Gosto de ver como existe um nível de detalhamento e composição que acaba transformando todos os trabalhos aqui algo muito superior ao que eu imaginava que veria quando comecei a pesquisar a arte de Takato Yamamoto.

A Arte Bizarra de Takato Yamamoto

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter, acompanhar nosso tumblr ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Comentários

Powered by Facebook Comments

Tagged: , , , , ,