Pristina.org - Everything Design since 2005

Como ser um designer melhor EditorialFelipe Tofani on 13/06/2011

Não estudei design mas imagino que deva ser um curso um pouco mais trabalhoso do que o esperado por muitos alunos. Digo isso porque muito do design existe na imprecisão, no abstrato, na teoria e na opinião. São poucas as verdades absolutas que você acaba encontrando durante seus estudos.

Como ser um designer melhor

E, como no curso de Publicidade que fiz, muito do que você aprende é voltado para certas técnicas e a maneira que você vai utilizá-la no seu trabalho. Tudo depende da sua criatividade e do que você aprendeu durante sua vida. E, como eu tive que aprender muito do que eu sei através de noites viradas, livros estranhos e na base da tentativa e erro, criei uma série de regras para que eu conseguisse me tornar o profissional que gostaria de ser, abaixo eu escrevi algumas delas.

Conforto é superestimado

Como designer, é muito fácil andar pelos caminhos mais confortáveis. É muito simples colocar um texto com uma tipografia bonita, juntar com um pantone interessante e inserir uma imagem no meio e criar um trabalho decente. Isso é simples, isso é fácil mas não vai te acrescentar nada. E é fácil adentrar nesse caminho de mediocridade e ficar confortável criando apenas esse tipo de trabalho. É do desconforto que vem o trabalho realmente interesse. É dali que vem o medo de estar possivelmente errando ou criando o melhor trabalho da sua vida. Esse desconforto que faz você examinar seu layout centenas de vezes antes de enviar para seu chefe ou seu cliente. É esse desconforto que faz você questionar aquilo que sabe e como que as coisas funcionam. Esse desconforto que faz você tomar decisões por instinto e que faz você assumir riscos. Quando você estiver pegando um novo projeto, tente abraçar esse lado e veja até onde você consegue ir.

Seja obsessivo

Quando eu resolvi que queria trabalhar com design, eu tive que aprender na marra. Tive que me inserir naquilo que queria aprender e me comprometer com aquilo que eu queria estar fazendo num futuro próximo. E eu criei uma obsessão por design. Devorei livros sobre tipografia, li dezenas de revistas, testei vários tutoriais e aprendi tudo que eu achava que precisava aprender. Mas, como toda obsessão, eu nunca cheguei no meu limite. Na verdade, nunca soube onde que esse limite estava e acho que nem quero encontrá-lo. Foi essa obsessão que destruiu as barreiras que eu tinha entre pensar e criar. Nunca ignore seu interesse por coisas completamente aleatórias, afinal, nunca se sabe aonde que essa inspiração vai te levar.

Tenha Opiniões

Você deve ter opiniões sobre o mundo do design, o mercado de trabalho e o mundo ao seu redor. De preferência, você deve ter opiniões fortes sobre esses assuntos. Aliás, você deve ter opiniões fortes e bem sustentadas sobre esses assuntos. É assim que você impede que o mundo passe por cima de você. Tenha opiniões sobre aquilo que você vê, sobre aquilo que você escuta e sobre aquilo que acontece ao seu redor. Desenvolver essas opiniões ajuda na criação de análises e críticas internas e acaba facilitando o processo de criação no futuro. Ao formar essas opiniões sobre o mundo, você acaba tendo que escolher um lado e isso vai definir melhor o profissional que você poderá ser.

Como ser um designer melhor? Tenhas opiniões

Não seja apenas mais um

Existem milhares de designers por ai que batem ponto de manhã cedo, colocam algum texto no Photoshop, tratam alguma imagem e depois vão embora a noite e não pensam sobre design até que a sua rotina de trabalho começa de novo. Existem designers que ignoram a arte e o design e resolvem se distrair assistindo aquele reality showna televisão. Todo mundo conhece esse tipo de profissional. Mas, ao mesmo tempo, existem aqueles outros que chegam em casa e criam no seu tempo livre. Eles experimentam com pintura, com fotografia, com video. Esses são os designers que estão imersos naquilo que fazem e naquilo que vivem. São esses os designers que se sobrepõe e que acabam sendo copiados. Você quer ser qual deles?

Observe tudo, não ignore nada

Todo designer vem de uma experiência única. Todos nós fomos criados de forma diferente e isso só tem a acrescentar na nossa carreira. Como designer, você precisa observar tudo e não apenas olhar. Cada detalhe precisa vir para você como se estivesse sendo observado pela primeira vez. Abandone todos seus preconceitos visuais e observe tudo na mesma forma. Sei que beleza é algo relativo mas tudo pode ser interessante, dependendo do que você observar. Sei também que nem tudo vai ser interessante de fato mas você sempre pode descobrir algo novo nos pequenos detalhes.

Sempre aceite os riscos

É fácil aprender algumas coisas e repeti-las em todos os trabalhos que você fizer. Mas, dessa forma, você não vai aprender muitas coisas. E vai crescer muito pouco como profissional. Seu lado criativo só vai se desenvolver se aceitar os riscos que existem na profissão. Especialmente quando você ainda estiver na faculdade. Aceite os riscos. Abrace os riscos grandes. Tente de tudo. Arrisque criar embalagens, flyers, sites, identidade visual e todas as coisas que você pensar. Pergunte aquelas perguntas que ninguém teve coragem de fazer. Só assim você vai descobrir o que realmente quer fazer e como que você vai chegar lá.

Texto escrito para a fanpage da Volvo no Facebook: Como ser um designer melhor | por: Felipe Tofani (Pristina)

Comentários

Powered by Facebook Comments

Tagged: , , , , , ,