Pristina.org - Everything Design since 2005

Aleutian Dreams: uma vida de pescador no Alaska nas fotografias de Corey Arnold FotografiaFelipe Tofani on 31/05/2017

Uma vida de pescador isolado nas ilhas Aleutas
Corey Arnold é um fotógrafo que trabalhou muitos anos como pescador nas águas frias do Alaska. Foram nas águas escuras do Estreito de Bering que ele criou seu projeto chamado Aleutian Dreams, onde ele documenta a vida e o trabalho nesse local distante do resto do mundo. Lá, você vê raposas, águias e todos aqueles pássaros que querem se alimentar da difícil pesca que acontece em um cenário tão especial quanto esse.

Corey Arnold é um fotógrafo que trabalhou muitos anos como pescador nas águas frias do Alaska. Foram nas águas escuras do Estreito de Bering que ele criou seu projeto chamado Aleutian Dreams, onde ele documenta a vida e o trabalho nesse local distante do resto do mundo. Lá, você vê raposas, águias e todos aqueles pássaros que querem se alimentar da difícil pesca que acontece em um cenário tão especial quanto esse.

Para Corey Arnold, tudo começou a cerca de 15 anos, quando ele escreveu num cartaz que estava procurando emprego como pescador. Isso foi em Seattle e, depois de algumas tentativas frustradas, ele foi enviado para as Ilhas Aleutas. Foi lá que sua vida na fronteira selvagem desse estado americano começou. Uma vida estranha para o resto do mundo devido a seu isolamento e pela forma com a qual a natureza e a indústria colidem.

Foi em Dutch Harbor que Corey Arnold passou as próximas sete temporadas. Foi lá que ele viu raposas curiosas visitando as residências. Lá ele viu águias revirando o lixo deixado pelas pessoas da cidade. E, ele diz que não voltava para essas ilhas apenas pelo dinheiro. Ele voltava pela curiosidade de ver o sonho americano acontecendo tão distante do continente. Aqueles que vão para as Ilhas Aleutas estão a procura de uma fuga no cotidiano, uma forma de ver uma visão fora do ordinário. Algo especial como o que você pode ver nas fotos logo abaixo.

Corey Arnold é um fotógrafo que trabalhou muitos anos como pescador nas águas frias do Alaska. Foram nas águas escuras do Estreito de Bering que ele criou seu projeto chamado Aleutian Dreams, onde ele documenta a vida e o trabalho nesse local distante do resto do mundo. Lá, você vê raposas, águias e todos aqueles pássaros que querem se alimentar da difícil pesca que acontece em um cenário tão especial quanto esse.

Corey Arnold é um fotógrafo que trabalhou muitos anos como pescador nas águas frias do Alaska. Foram nas águas escuras do Estreito de Bering que ele criou seu projeto chamado Aleutian Dreams, onde ele documenta a vida e o trabalho nesse local distante do resto do mundo. Lá, você vê raposas, águias e todos aqueles pássaros que querem se alimentar da difícil pesca que acontece em um cenário tão especial quanto esse.

Corey Arnold é um fotógrafo que trabalhou muitos anos como pescador nas águas frias do Alaska. Foram nas águas escuras do Estreito de Bering que ele criou seu projeto chamado Aleutian Dreams, onde ele documenta a vida e o trabalho nesse local distante do resto do mundo. Lá, você vê raposas, águias e todos aqueles pássaros que querem se alimentar da difícil pesca que acontece em um cenário tão especial quanto esse.

Fifteen years ago, I wrote a job-wanted sign and hung it outside of a bathroom near Seattle’s Fisherman’s Terminal. It read: “Experienced deckhand looking for work on a commercial crab or halibut fishing boat in Alaska — hard worker — does not get seasick” I was 24 years old, energetic and ambitious, with a few years of salmon fishing experience but naive to the world of high seas fish-work. After a few shifty respondents, I was hired by a seasoned Norwegian fisherman and flew on a small prop plane past the icy volcanos and windswept passes of Alaska’s Aleutian Islands, eventually slamming down onto the short runway in Dutch Harbor. The experience would forever change the direction of my life and shape my identity as both a fisherman and photographer.

Corey Arnold é um fotógrafo que trabalhou muitos anos como pescador nas águas frias do Alaska. Foram nas águas escuras do Estreito de Bering que ele criou seu projeto chamado Aleutian Dreams, onde ele documenta a vida e o trabalho nesse local distante do resto do mundo. Lá, você vê raposas, águias e todos aqueles pássaros que querem se alimentar da difícil pesca que acontece em um cenário tão especial quanto esse.

Corey Arnold é um fotógrafo que trabalhou muitos anos como pescador nas águas frias do Alaska. Foram nas águas escuras do Estreito de Bering que ele criou seu projeto chamado Aleutian Dreams, onde ele documenta a vida e o trabalho nesse local distante do resto do mundo. Lá, você vê raposas, águias e todos aqueles pássaros que querem se alimentar da difícil pesca que acontece em um cenário tão especial quanto esse.

Corey Arnold é um fotógrafo que trabalhou muitos anos como pescador nas águas frias do Alaska. Foram nas águas escuras do Estreito de Bering que ele criou seu projeto chamado Aleutian Dreams, onde ele documenta a vida e o trabalho nesse local distante do resto do mundo. Lá, você vê raposas, águias e todos aqueles pássaros que querem se alimentar da difícil pesca que acontece em um cenário tão especial quanto esse.

Corey Arnold é um fotógrafo que trabalhou muitos anos como pescador nas águas frias do Alaska. Foram nas águas escuras do Estreito de Bering que ele criou seu projeto chamado Aleutian Dreams, onde ele documenta a vida e o trabalho nesse local distante do resto do mundo. Lá, você vê raposas, águias e todos aqueles pássaros que querem se alimentar da difícil pesca que acontece em um cenário tão especial quanto esse.

Corey Arnold é um fotógrafo que trabalhou muitos anos como pescador nas águas frias do Alaska. Foram nas águas escuras do Estreito de Bering que ele criou seu projeto chamado Aleutian Dreams, onde ele documenta a vida e o trabalho nesse local distante do resto do mundo. Lá, você vê raposas, águias e todos aqueles pássaros que querem se alimentar da difícil pesca que acontece em um cenário tão especial quanto esse.

Corey Arnold é um fotógrafo que trabalhou muitos anos como pescador nas águas frias do Alaska. Foram nas águas escuras do Estreito de Bering que ele criou seu projeto chamado Aleutian Dreams, onde ele documenta a vida e o trabalho nesse local distante do resto do mundo. Lá, você vê raposas, águias e todos aqueles pássaros que querem se alimentar da difícil pesca que acontece em um cenário tão especial quanto esse.

Isolated from the mainland by some of the world’s roughest waters, Dutch Harbor is a thriving, working-class commercial fishing port surrounded by steep mountains and lonely windswept valleys. It’s a place where industry and nature collide in strange and beautiful ways, a place where people harvest seafood on a massive scale, and share their meals and their refuse with local wildlife — from rapacious bald eagles to curious foxes. That first year I worked jigging for Codfish in the Bering Sea and continued to return for work as a crabber for the next seven seasons. What lured me back though wasn’t only the money, but the curious and often masochistic realization of the American dream happening in the Aleutian Islands. Those who come here often possess a desire to escape the safety of home to work in an environment filled with risk and visual grandeur that is far from ordinary. In recent trips, I joined fisherman at sea aboard crabbers and trawlers, and on land documenting the surreal landscape of fishing culture that once captured my imagination as a young greenhorn. Aleutian Dreams is a collection of images from my journey through this wild and unforgiving frontier of Western Alaska.

Corey Arnold é um fotógrafo que trabalhou muitos anos como pescador nas águas frias do Alaska. Foram nas águas escuras do Estreito de Bering que ele criou seu projeto chamado Aleutian Dreams, onde ele documenta a vida e o trabalho nesse local distante do resto do mundo. Lá, você vê raposas, águias e todos aqueles pássaros que querem se alimentar da difícil pesca que acontece em um cenário tão especial quanto esse.

Corey Arnold é um fotógrafo que trabalhou muitos anos como pescador nas águas frias do Alaska. Foram nas águas escuras do Estreito de Bering que ele criou seu projeto chamado Aleutian Dreams, onde ele documenta a vida e o trabalho nesse local distante do resto do mundo. Lá, você vê raposas, águias e todos aqueles pássaros que querem se alimentar da difícil pesca que acontece em um cenário tão especial quanto esse.

Corey Arnold é um fotógrafo que trabalhou muitos anos como pescador nas águas frias do Alaska. Foram nas águas escuras do Estreito de Bering que ele criou seu projeto chamado Aleutian Dreams, onde ele documenta a vida e o trabalho nesse local distante do resto do mundo. Lá, você vê raposas, águias e todos aqueles pássaros que querem se alimentar da difícil pesca que acontece em um cenário tão especial quanto esse.

Me deparei com esse belíssimo projeto fotográfico há umas semanas, enquanto lia o The Guardian. Depois de um pouco mais de pesquisa, descobri o portfólio de Corey Arnold e sabia que tinha que publicar algo por aqui.

Aleutian Dreams: uma vida de pescador no Alaska nas fotografias de Corey Arnold

Comentários

Powered by Facebook Comments

Tagged: , , , , , , , , , , , ,