Pristina.org - Everything Design since 2005

A Fotografia de Rua de Fan Ho na Hong Kong dos anos Cinquenta FotografiaFelipe Tofani on 21/02/2019

Documentando Hong Kong através da fotografia de rua
Quando Fan Ho era adolescente, ele pegava emprestado a câmera de seu pai e saia pelas ruas de Hong Kong documentando tudo que ele via. Foi assim que ele começou a produzir seu portfólio de fotografia de rua.

Quando Fan Ho era adolescente, ele pegava emprestado a câmera de seu pai e saia pelas ruas de Hong Kong documentando tudo que ele via. Foi assim que ele começou a produzir seu portfólio de fotografia de rua.

Algumas pessoas resolveram chamar Fan Ho de “Cartier-Bresson do Oriente”, já que o fotógrafo era conhecido pela sua paciência em esperar os momentos certos na tentativa de capturar o inesperado. Sua fotografia de rua é composta de forma quase geométrica e vem sempre com padrões e texturas muito bem pensadas. Muitas vezes, ele ainda mistura drama e atmosfera ao utilizar de uma combinação de luzes e fumaça.

Quando Fan Ho era adolescente, ele pegava emprestado a câmera de seu pai e saia pelas ruas de Hong Kong documentando tudo que ele via. Foi assim que ele começou a produzir seu portfólio de fotografia de rua.

Quando Fan Ho era adolescente, ele pegava emprestado a câmera de seu pai e saia pelas ruas de Hong Kong documentando tudo que ele via. Foi assim que ele começou a produzir seu portfólio de fotografia de rua.

Quando Fan Ho era adolescente, ele pegava emprestado a câmera de seu pai e saia pelas ruas de Hong Kong documentando tudo que ele via. Foi assim que ele começou a produzir seu portfólio de fotografia de rua.

Os locais favoritos para a fotografia de rua de Fan Ho eram os mercados, os becos e as ruelas que existem perto do mar e mostram a realidade do povo de Hong Kong. São as pessoas que habitam esse locais que fazem com que sua fotografia de rua seja tão humana. São os vendedores de frutas e vegetais, as crianças brincando e as pessoas atravessando as ruas no seu dia a dia…

Enquanto Fan Ho documentava Hong Kong na sua fotografia de rua, ele não pensava em criar um histórico dos prédios da cidade e seus monumentos. Sua ideia parecia ser a de captura a alma de Hong Kong, incluindo ai a força e a resiliência de seus cidadãos.

Quando Fan Ho era adolescente, ele pegava emprestado a câmera de seu pai e saia pelas ruas de Hong Kong documentando tudo que ele via. Foi assim que ele começou a produzir seu portfólio de fotografia de rua.

Quando Fan Ho era adolescente, ele pegava emprestado a câmera de seu pai e saia pelas ruas de Hong Kong documentando tudo que ele via. Foi assim que ele começou a produzir seu portfólio de fotografia de rua.

Quando Fan Ho era adolescente, ele pegava emprestado a câmera de seu pai e saia pelas ruas de Hong Kong documentando tudo que ele via. Foi assim que ele começou a produzir seu portfólio de fotografia de rua.

Quando Fan Ho era adolescente, ele pegava emprestado a câmera de seu pai e saia pelas ruas de Hong Kong documentando tudo que ele via. Foi assim que ele começou a produzir seu portfólio de fotografia de rua.

Fan Ho was most prolific in his teens and 20s and created his biggest body of work before he reached the tender age of 28. His work did not go by unnoticed at his time. He won close to 300 local and international awards and titles in his day through competing in the salons. His talent was also spotted by the film industry where he started out as an actor before moving to film directing until retiring at 65.

Quando Fan Ho era adolescente, ele pegava emprestado a câmera de seu pai e saia pelas ruas de Hong Kong documentando tudo que ele via. Foi assim que ele começou a produzir seu portfólio de fotografia de rua.

Quando Fan Ho era adolescente, ele pegava emprestado a câmera de seu pai e saia pelas ruas de Hong Kong documentando tudo que ele via. Foi assim que ele começou a produzir seu portfólio de fotografia de rua.

Quando Fan Ho era adolescente, ele pegava emprestado a câmera de seu pai e saia pelas ruas de Hong Kong documentando tudo que ele via. Foi assim que ele começou a produzir seu portfólio de fotografia de rua.

Quando Fan Ho era adolescente, ele pegava emprestado a câmera de seu pai e saia pelas ruas de Hong Kong documentando tudo que ele via. Foi assim que ele começou a produzir seu portfólio de fotografia de rua.

Fan Ho nasceu em 1931, em Shangai. Mas sua vida com a fotografia só começou quando ele tinha 14 anos, quando passou a usar a Kodak Brownie de seu pai. Em 1949, ele recebeu seu primeiro prêmio pela sua fotografia, ainda em Shangai. Aos 18 anos, ele mudou para Hong Kong com seus pais com uma Rolleiflex nas mãos, a câmera que ele usou para capturar muitas das imagens aqui.

A Fotografia de Rua de Fan Ho na Hong Kong dos anos Cinquenta

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Comentários

Powered by Facebook Comments

Tagged: , , , , , , , , , ,