O primeiro comercial de TV da história foi ao ar nos Estados Unidos em julho de 1941. Esse comercial foi uma tremida vinheta de 10 segundos para a marca de relógios Bulova, uma empresa americana que havia sido fundada em Nova Iorque 66 anos atrás.
Pristina.org // Publicidade // O Primeiro Comercial de TV da História

O Primeiro Comercial de TV da História

O primeiro comercial de TV da história foi ao ar nos Estados Unidos em julho de 1941. Esse comercial foi uma tremida vinheta de 10 segundos para a marca de relógios Bulova, uma empresa americana que havia sido fundada em Nova Iorque 66 anos atrás.

O comercial começa com a frase America runs on Bulova time e mostra o contorno dos estados continentais dos Estados Unidos. E é apenas isso. Esse comercial de TV não teve uma audiência das maiores já que existiam, apenas, cerca de 4 mil televisões instaladas em Nova Iorque naquela época.

 

O orgão que regula a distribuição de TV nos Estados Unidos começou a experimentar com licenças comerciais para televisão em maio de 1941. Essas licenças comerciais só começaram a valer em julho daquele ano e foi assim que esse primeiro comercial de tv da história aconteceu um pouco antes de um jogo de baseball entre o Brooklyn Dodgers e Philadelphia Phillies.

Esse comercial custou a Bulova meros 9 dólares, sendo que o custo da veiculação foi de $4 dólares e o resto foi, provavelmente, o custo da agência Biow Company. Tantos anos depois, sabemos que o mundo da publicidade está completamente diferente e até a Bulova sabe disso já que a maioria do seu esforço publicitário está no facebook e na internet.

O primeiro comercial de TV da história foi ao ar nos Estados Unidos em julho de 1941. Esse comercial foi uma tremida vinheta de 10 segundos para a marca de relógios Bulova, uma empresa americana que havia sido fundada em Nova Iorque 66 anos atrás.

O Primeiro Comercial de TV da História

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

via mashable.com