Há alguns dias, algo espetacular aconteceu aqui em Berlin. O artista chinês Ai Weiwei transformou as colunas do Konzerthaus Berlin em algo diferente, algo inesperado e que chamou a atenção de muita gente. O que ele fez foi usar de milhares de coletes salva-vidas recolhidos na ilha grega de Lesbos e usá-los em uma instalação artística. Tudo isso para o Cinema for Peace, evento de arrecadação de dinheiro que aconteceu no último dia 15 de fevereiro aqui em Berlin.
Pristina.org // Arte // Ai Weiwei: #safepassage em Berlin

Ai Weiwei: #safepassage em Berlin

  • Arte

Há alguns dias, algo espetacular aconteceu aqui em Berlin. O artista chinês Ai Weiwei transformou as colunas do Konzerthaus Berlin em algo diferente, algo inesperado e que chamou a atenção de muita gente. O que ele fez foi usar de milhares de coletes salva-vidas recolhidos na ilha grega de Lesbos e usá-los em uma instalação artística. Tudo isso para o Cinema for Peace, evento de arrecadação de dinheiro que aconteceu no último dia 15 de fevereiro aqui em Berlin.

Ai Weiwei está passando seus últimos meses trabalhando na ilha grega de Lesbos. Essa ilha é importante por sua posição geográfica, já que fica muito perto da costa da Turquia e passou a ser um dos primeiros locais onde os refugiados da Síria chegam na sua longa viagem a Europa. Lesbos se tornou, para muitas pessoas, um local de alívio e de esperança. E Ai Weiwei resolveu mostrar o que ele vê nos seus dias de trabalho por lá. Sua conta no instagram é repleta de videos e fotos que ele faz na ilha e, acredito que, ele queria trazer as pessoas desse evento para a realidade que ele vê na ilha.

#safepassage com Ai Weiwei

Há alguns dias, algo espetacular aconteceu aqui em Berlin. O artista chinês Ai Weiwei transformou as colunas do Konzerthaus Berlin em algo diferente, algo inesperado e que chamou a atenção de muita gente. O que ele fez foi usar de milhares de coletes salva-vidas recolhidos na ilha grega de Lesbos e usá-los em uma instalação artística. Tudo isso para o Cinema for Peace, evento de arrecadação de dinheiro que aconteceu no último dia 15 de fevereiro aqui em Berlin.

Há alguns dias, algo espetacular aconteceu aqui em Berlin. O artista chinês Ai Weiwei transformou as colunas do Konzerthaus Berlin em algo diferente, algo inesperado e que chamou a atenção de muita gente. O que ele fez foi usar de milhares de coletes salva-vidas recolhidos na ilha grega de Lesbos e usá-los em uma instalação artística. Tudo isso para o Cinema for Peace, evento de arrecadação de dinheiro que aconteceu no último dia 15 de fevereiro aqui em Berlin.

Há alguns dias, algo espetacular aconteceu aqui em Berlin. O artista chinês Ai Weiwei transformou as colunas do Konzerthaus Berlin em algo diferente, algo inesperado e que chamou a atenção de muita gente. O que ele fez foi usar de milhares de coletes salva-vidas recolhidos na ilha grega de Lesbos e usá-los em uma instalação artística. Tudo isso para o Cinema for Peace, evento de arrecadação de dinheiro que aconteceu no último dia 15 de fevereiro aqui em Berlin.

Há alguns dias, algo espetacular aconteceu aqui em Berlin. O artista chinês Ai Weiwei transformou as colunas do Konzerthaus Berlin em algo diferente, algo inesperado e que chamou a atenção de muita gente. O que ele fez foi usar de milhares de coletes salva-vidas recolhidos na ilha grega de Lesbos e usá-los em uma instalação artística. Tudo isso para o Cinema for Peace, evento de arrecadação de dinheiro que aconteceu no último dia 15 de fevereiro aqui em Berlin.

Há alguns dias, algo espetacular aconteceu aqui em Berlin. O artista chinês Ai Weiwei transformou as colunas do Konzerthaus Berlin em algo diferente, algo inesperado e que chamou a atenção de muita gente. O que ele fez foi usar de milhares de coletes salva-vidas recolhidos na ilha grega de Lesbos e usá-los em uma instalação artística. Tudo isso para o Cinema for Peace, evento de arrecadação de dinheiro que aconteceu no último dia 15 de fevereiro aqui em Berlin.

O objetivo dessa instalação de arte repleta de coletes salva-vidas é de chamar atenção para a crise humanitária que está ocorrendo hoje em dia. E ele consegue fazer isso muito bem. Estive no local há alguns dias e fotografei o que vi por lá.

Enquanto eu tirava fotos, passei a pensar que cada um desses coletes salva-vidas pertenceu a uma pessoa que estava lutando pela própria vida, cruzando um pedaço de mar que a separava da segurança. Sai de lá pensando muito mais sobre o assunto. E acho que fica claro o porquê disso depois de ver as fotos aqui. Aliás, se vocês gostaram das fotos aqui, tenho algumas outras no meu flickr.

Ai Weiwei commemorates Refugees in Berlin

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.