Pristina.org // Arte // Audrey Kawasaki

Audrey Kawasaki

  • Arte

Um dos pontos que mais gosto no trabalho da Audrey Kawasaki acaba sendo meio contraditório. Digo isso já que enxergo nas suas pinturas um lado erótico e, ao mesmo tempo, inocente. Cada pintura parece ter sido feita para ser atraente de um jeito quase perturbador.

Seu estilo visual me lembra uma mistura de manga com art noveau e, somado com a madeira onde ela normalmente pinta, acaba passando um visual um pouco mais quente do que esperado. Deixando o trabalho com um visual ainda mais enigmático.

Um dos pontos que mais gosto no trabalho da Audrey Kawasaki acaba sendo meio contraditório. Digo isso já que enxergo nas suas pinturas um lado erótico e, ao mesmo tempo, inocente. Cada pintura parece ter sido feita para ser atraente de um jeito quase perturbador.

Um dos pontos que mais gosto no trabalho da Audrey Kawasaki acaba sendo meio contraditório. Digo isso já que enxergo nas suas pinturas um lado erótico e, ao mesmo tempo, inocente. Cada pintura parece ter sido feita para ser atraente de um jeito quase perturbador.

Um dos pontos que mais gosto no trabalho da Audrey Kawasaki acaba sendo meio contraditório. Digo isso já que enxergo nas suas pinturas um lado erótico e, ao mesmo tempo, inocente. Cada pintura parece ter sido feita para ser atraente de um jeito quase perturbador.

Um dos pontos que mais gosto no trabalho da Audrey Kawasaki acaba sendo meio contraditório. Digo isso já que enxergo nas suas pinturas um lado erótico e, ao mesmo tempo, inocente. Cada pintura parece ter sido feita para ser atraente de um jeito quase perturbador.

Um dos pontos que mais gosto no trabalho da Audrey Kawasaki acaba sendo meio contraditório. Digo isso já que enxergo nas suas pinturas um lado erótico e, ao mesmo tempo, inocente. Cada pintura parece ter sido feita para ser atraente de um jeito quase perturbador.

Um dos pontos que mais gosto no trabalho da Audrey Kawasaki acaba sendo meio contraditório. Digo isso já que enxergo nas suas pinturas um lado erótico e, ao mesmo tempo, inocente. Cada pintura parece ter sido feita para ser atraente de um jeito quase perturbador.

Um dos pontos que mais gosto no trabalho da Audrey Kawasaki acaba sendo meio contraditório. Digo isso já que enxergo nas suas pinturas um lado erótico e, ao mesmo tempo, inocente. Cada pintura parece ter sido feita para ser atraente de um jeito quase perturbador.

Um dos pontos que mais gosto no trabalho da Audrey Kawasaki acaba sendo meio contraditório. Digo isso já que enxergo nas suas pinturas um lado erótico e, ao mesmo tempo, inocente. Cada pintura parece ter sido feita para ser atraente de um jeito quase perturbador.

Um dos pontos que mais gosto no trabalho da Audrey Kawasaki acaba sendo meio contraditório. Digo isso já que enxergo nas suas pinturas um lado erótico e, ao mesmo tempo, inocente. Cada pintura parece ter sido feita para ser atraente de um jeito quase perturbador.

Um dos pontos que mais gosto no trabalho da Audrey Kawasaki acaba sendo meio contraditório. Digo isso já que enxergo nas suas pinturas um lado erótico e, ao mesmo tempo, inocente. Cada pintura parece ter sido feita para ser atraente de um jeito quase perturbador.

Um dos pontos que mais gosto no trabalho da Audrey Kawasaki acaba sendo meio contraditório. Digo isso já que enxergo nas suas pinturas um lado erótico e, ao mesmo tempo, inocente. Cada pintura parece ter sido feita para ser atraente de um jeito quase perturbador.

Sou fã do trabalho da Audrey Kawasaki tem alguns anos e você deveria acompanhar o que ela faz no seu blog, no facebook e no instagram.

a u d r e y * k a w a s a k i

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.