Pristina.org // Arte // Canismo: Arte feita por Cachorros

Canismo: Arte feita por Cachorros

  • Arte

O Canismo é um movimento artístico criado por um seleto grupo de cachorros que resolveram criar uma forma de ajudar na adoção de animais. Sim, você leu certo. O Canismo é um movimento artístico onde cachorros criam arte. Mas, como que eles fazem isso? Se essa foi sua pergunta, a resposta é simples.

Todo mundo sabe que cachorros, quando molhados, dão uma chacoalhada no seu corpo para ajudar a se secar. Imagine que essa água que os deixou molhados viesse com um pouco de tinta não tóxica. E que os cachorros estivessem cercados de telas. Foi assim que o Canismo surgiu e você pode ver um pouco desse processo nas imagens abaixo.

Todo cachorro é um artista. Apoie o movimento artístico Canismo.

Todo cachorro é um artista. Apoie o movimento artístico Canismo.

A primeira fase do Canismo resultou na criação de 18 telas únicas. Cada cão artista adotou uma combinação própria de cores e utilizou uma tinta comestível exclusivamente desenvolvida para o movimento que leva amido de milho e corante alimentício.

Todo cachorro é um artista. Apoie o movimento artístico Canismo.

Todo cachorro é um artista. Apoie o movimento artístico Canismo.

Se você gostou da ideia e gostaria de ajudar, visite o site do Canismo e veja o que você pode fazer para ajudar na adoção de animais. Faça parte do Canismo, adote um artista ou contribua com os cuidados e necessidades deles enquanto aguardam sua adoção.

Todo cachorro é um artista. Apoie o movimento artístico Canismo.

Todo cachorro é um artista. Apoie o movimento artístico Canismo.

Descobri o Canismo depois de receber uma mensagem de um dos designers responsáveis pelo projeto, o Leandro Bordoni. Como adorei a ideia e achei a execução do projeto e das fotos impecável, sabia que precisava ajudar na divulgação desse projeto por aqui. Se quiser ver o projeto no Behance, já sabe onde clicar.

Canismo: Arte feita por Cachorros

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter, acompanhar nosso tumblr ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.