Posterlab 70's - Uma Entrevista com Rafael Muller sobre posters dos anos 70
Pristina.org // Entrevista // Posterlab 70’s – Uma Entrevista com Rafael Miqueleto sobre posters dos anos 70

Posterlab 70’s – Uma Entrevista com Rafael Miqueleto sobre posters dos anos 70

Tentei encontrar aqui nos meus e-mail quando foi que eu me encontrei com o Posterlab 70’s mas tenho tantos e-mails que eu desisti. Sei que já tem um tempo que o Posterlab 70’s existe e que sou um dos vários designers e ilustradores que foram convidados para produzir um poster para algumas obras essenciais do cinema. Obras essas que marcaram muito os anos setenta e que, agora, viraram obras de arte na forma de posters.

E que obras de arte são essas. Participar do grupo de facebook onde todos os posters foram publicados foi uma espécie boa de tortura. Digo isso por que eu tive que refazer o meu trabalho algumas vezes quando percebi que a qualidade do material que lá estava sendo publicada ultrapassava em muito o que eu estava fazendo. Acabou que o Posterlab 70’s foi um dos projetos mais legais que participei nos últimos anos e o mundo precisa saber um pouco sobre os bastidores de tudo. Foi por isso que fui atrás do Rafael Miqueleto para saber mais sobre tudo isso e vocês podem ler essa breve entrevista logo abaixo.

De onde veio a ideia do Posterlab 70? Porque a década de 70?

Posterlab é um projeto que começou há alguns anos motivado por dois interesses em comum entre os idealizadores: pôsteres e cinema. Assim, Rafa Miqueleto, Renan Nuche e Sérgio Marcon passaram a criar releituras de alguns dos mais importantes filmes e séries. Durante esse percurso, convidamos alguns amigos designers, artistas e ilustradores para contribuir, proporcionando nossa primeira exposição no muBA – Museu Belas Artes de São Paulo, em 2012. Ainda temos alguns outros projetos no ar, como o PosterBad, que como o nome sugere, trata de Breaking Bad; e agora o Posterlab 70’s, uma iniciativa que reúne mais amigos para um tributo aos clássicos da década.

O Posterlab 70’s começou de maneira descompromissada: em algumas conversas a gente se deu conta de quantos clássicos surgiram nos anos 70 e fazem parte do imaginário coletivo até hoje. Assim, juntamos nossas preferências, buscamos a opinião de críticos e amigos e fizemos uma lista com os principais nomes da década. Depois, convidamos artistas, designers e ilustradores que admiramos para contribuir, cada um explorando seu método pessoal, enriquecendo a galeria.

Posterlab é um projeto que começou há alguns anos motivado por dois interesses em comum entre os idealizadores: pôsteres e cinema. Assim, Rafa Miqueleto, Renan Nuche e Sérgio Marcon passaram a criar releituras de alguns dos mais importantes filmes e séries.

Como foram selecionados os participantes e quão complicado foi o processo?

Um dos principais objetivos nessa nossa iniciativa, além do resultado final, é explorar e aprender sobre o processo de cada um. Assim, procuramos pessoas com métodos variados: temos quem curte massinha, recorte de papel, pintura digital e tradicional, fotografia e colagem, só para citar as principais abordagens. Dessa forma podemos criar também uma fonte de referências e canal aberto com os participantes. Convidamos profissionais conhecidos em nossa área, como os que farão parte da Artists’ Alley, na ComicCon, mas também quem está começando e já tem uma produção bem expressiva.

A complexidade do processo esteve relacionada ao número de participantes: precisávamos de uma organização que pudesse dar conta de direcionar os filmes sem que houvessem repetições. Fizemos um primeiro sorteio para definir quem ficaria com qual filme, depois abrimos a possibilidade de trocas, para finalmente definir.

Posterlab é um projeto que começou há alguns anos motivado por dois interesses em comum entre os idealizadores: pôsteres e cinema. Assim, Rafa Miqueleto, Renan Nuche e Sérgio Marcon passaram a criar releituras de alguns dos mais importantes filmes e séries.

O que vocês pretendem fazer com o material agora que a etapa de produção já acabou?

Nossa ideia é divulgar em mais plataformas além do Facebook, como o Tumblr e o Behance. Buscaremos ainda uma maneira de adaptar os conteúdos de making of que nossos participantes gentilmente nos oferecem. A médio prazo cogitamos publicações impressas e exposições físicas, mas ainda estamos analisando como tudo isso poderá funcionar.

Vocês tem vontade de fazer mais projetos colaborativos assim?

Temos vontade sim! Algumas pessoas inclusive nos deram sugestões de iniciativas interessantes. Não podemos prometer nada neste momento, mas as possibilidades estão aí. Esperamos que a galera curta! (:

Posterlab é um projeto que começou há alguns anos motivado por dois interesses em comum entre os idealizadores: pôsteres e cinema. Assim, Rafa Miqueleto, Renan Nuche e Sérgio Marcon passaram a criar releituras de alguns dos mais importantes filmes e séries.

Já que sei que você participou do projeto, como foi o processo de produção do seu poster?

Meu trabalho pessoal tem se desenvolvido por meio das técnicas manuais, especialmente recorte de papel. Esta foi mais uma oportunidade para eu trabalhar esse método. Nunca havia assistido Tommy, mas foi ótimo para conhecer um pouco mais sobre The Who, uma das minhas bandas favoritas; e do estilo cinematográfico dos anos 70.

Comecei fazendo um rough com os principais elementos e definindo o esboço de uma composição. A seguir, trabalhei a paleta cromática em vetor, aproveitando para ajustar algumas proporções e começar a estudar a viabilidade de reprodução no recorte. A princípio pensei em fazer no formato a3, mas logo percebi que alguns detalhes seriam inviáveis naquele tamanho e então defini o A2. Finalmente, parti para os recortes propriamente ditos. Como uso papéis coloridos de fábrica, algumas pequenas variações cromáticas que haviam no arquivo digital tiveram de ser adaptadas, mas é um desafio prazeroso.


As imagens aqui nessa entrevista incluem alguns dos meus posters favoritos feitos para esse projeto. Na primeira imagem, dá para ver o poster de Grease feito pelo pessoal do The Limetown Studios, Apocalypse Now do Frederico De Sá Fernandez, Eraserhead do Vencys Lao. Na segunda imagem, temos o poster de Jaws da Natsy Alencar, The Texas Chain Saw Massacre do Eduardo Ferigato e The Godfather: Part II da Yumi Shimada. Na terceira e última imagem, temos o poster de The French Connection feito por Guilherme Aranega, Rede de Intrigas do Will Murai e Bananas pelo João Shigeru Magara.

E vocês podem ver todas os posters do projeto direto no facebook.