Ordos é uma cidade fantasma no estado chinês da Mongólia Interior. Sim, as fotos que você vai ver abaixo são de uma enorme cidade fantasma chinesa. Mas, como que isso pode acontecer nos dias de hoje? Parece complicado mas nem é de verdade.
Pristina.org // Fotografia // Uma Cidade Fantasma Chinesa por Raphael Olivier

Uma Cidade Fantasma Chinesa por Raphael Olivier

Ordos é uma cidade fantasma no estado chinês da Mongólia Interior. Sim, as fotos que você vai ver abaixo são de uma enorme cidade fantasma chinesa. Mas, como que isso pode acontecer nos dias de hoje? Parece complicado mas nem é de verdade.

Tudo começou no final dos anos noventa, quando o governo local resolveu investir em infraestrutura em uma parte da China que é bem rica em recursos naturais. Foi assim que surgiram edifícios futurísticos e construções voltadas para fomentar a economia e a cultura da região. Só que alguma coisa deu errado ai no meio e hoje temos uma enorme cidade fantasma chinesa no meio do deserto.

Fotos de uma Cidade Fantasma Chinesa por Raphael Olivier - Ordos é uma cidade fantasma no estado chinês da Mongólia Interior. Sim, as fotos que você vai ver abaixo são de uma enorme cidade fantasma chinesa. Mas, como que isso pode acontecer nos dias de hoje? Parece complicado mas nem é de verdade.

Fotos de uma Cidade Fantasma Chinesa por Raphael Olivier - Ordos é uma cidade fantasma no estado chinês da Mongólia Interior. Sim, as fotos que você vai ver abaixo são de uma enorme cidade fantasma chinesa. Mas, como que isso pode acontecer nos dias de hoje? Parece complicado mas nem é de verdade.

Fotos de uma Cidade Fantasma Chinesa por Raphael Olivier - Ordos é uma cidade fantasma no estado chinês da Mongólia Interior. Sim, as fotos que você vai ver abaixo são de uma enorme cidade fantasma chinesa. Mas, como que isso pode acontecer nos dias de hoje? Parece complicado mas nem é de verdade.

Ordos, Inner Mongolia, is well known as the largest Chinese “ghost town”. Located in a province rich with natural resources (coal, gas, rare earth metals), the local government decided to invest heavily in the late 90’s / early 20’s to develop a new city which would become the pride of the country: a futuristic vision of a cultural, economic and political center boasting state-of-the-art infrastructure and real estate. However, following the classic Chinese tradition of building fast and cheap, without any urban planning or long term vision, the city quickly became a spectacular failure.

Fotos de uma Cidade Fantasma Chinesa por Raphael Olivier - Ordos é uma cidade fantasma no estado chinês da Mongólia Interior. Sim, as fotos que você vai ver abaixo são de uma enorme cidade fantasma chinesa. Mas, como que isso pode acontecer nos dias de hoje? Parece complicado mas nem é de verdade.

Fotos de uma Cidade Fantasma Chinesa por Raphael Olivier - Ordos é uma cidade fantasma no estado chinês da Mongólia Interior. Sim, as fotos que você vai ver abaixo são de uma enorme cidade fantasma chinesa. Mas, como que isso pode acontecer nos dias de hoje? Parece complicado mas nem é de verdade.

Fotos de uma Cidade Fantasma Chinesa por Raphael Olivier - Ordos é uma cidade fantasma no estado chinês da Mongólia Interior. Sim, as fotos que você vai ver abaixo são de uma enorme cidade fantasma chinesa. Mas, como que isso pode acontecer nos dias de hoje? Parece complicado mas nem é de verdade.

The prices of property being much too high discouraged potential buyers so the only people who actually moved in were local government officials and migrant workers who could earn more here thanks to a special “relocation bonus”. As a result the city is now a surreal landscape of empty streets, decaying monuments, abandoned buildings and half-finished housing projects. It is more than anywhere the symbol of the Chinese Dream with all its challenges and contradictions, an Orwellian vision of a bright future caught up by a less flamboyant reality.

Fotos de uma Cidade Fantasma Chinesa por Raphael Olivier - Ordos é uma cidade fantasma no estado chinês da Mongólia Interior. Sim, as fotos que você vai ver abaixo são de uma enorme cidade fantasma chinesa. Mas, como que isso pode acontecer nos dias de hoje? Parece complicado mas nem é de verdade.

Fotos de uma Cidade Fantasma Chinesa por Raphael Olivier - Ordos é uma cidade fantasma no estado chinês da Mongólia Interior. Sim, as fotos que você vai ver abaixo são de uma enorme cidade fantasma chinesa. Mas, como que isso pode acontecer nos dias de hoje? Parece complicado mas nem é de verdade.

Fotos de uma Cidade Fantasma Chinesa por Raphael Olivier - Ordos é uma cidade fantasma no estado chinês da Mongólia Interior. Sim, as fotos que você vai ver abaixo são de uma enorme cidade fantasma chinesa. Mas, como que isso pode acontecer nos dias de hoje? Parece complicado mas nem é de verdade.

Fotos de uma Cidade Fantasma Chinesa por Raphael Olivier - Ordos é uma cidade fantasma no estado chinês da Mongólia Interior. Sim, as fotos que você vai ver abaixo são de uma enorme cidade fantasma chinesa. Mas, como que isso pode acontecer nos dias de hoje? Parece complicado mas nem é de verdade.

Fotos de uma Cidade Fantasma Chinesa por Raphael Olivier - Ordos é uma cidade fantasma no estado chinês da Mongólia Interior. Sim, as fotos que você vai ver abaixo são de uma enorme cidade fantasma chinesa. Mas, como que isso pode acontecer nos dias de hoje? Parece complicado mas nem é de verdade.

O problema foi que o preço dos apartamentos locais era muito maior do que o esperado pela população e pouquíssimas pessoas acabaram se mudando para essas novas cidades. É isso que dá construir rapidamente e sem pensar nas pessoas que poderiam querer morar por lá. Foi assim que surgiu a cidade fantasma que você pode ver aqui nas fotos do Raphael Olivier.

Como um resultado do mal planejamento urbano, hoje em dia temos cenas surreais de ruas vazias, monumentos em decomposição, edifícios abandonados e projetos sociais semi construídos. Uma mensagem para o futuro do sonho chinês.

Uma Cidade Fantasma Chinesa nas fotos de Raphael Olivier

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.