Pristina.org // Fotografia // Emma Hartvig

Emma Hartvig

É sempre interessante se deparar com arte contemporânea que parece não ser do nosso tempo. É assim que eu vi a fotografia de Emma Hartvig e acho que vocês podem enxergar da mesma forma.

Emma Hartvig nasceu na Suécia mas trabalha de Londres. E, de lá, fotografa nus que, de uma forma estranha, me lembram um pouco as pinturas de Johannes Vermeer. Não sei se são os cenários, o enquadramento ou sei lá o que mas suas fotografias mereciam um post por aqui.

É sempre interessante se deparar com arte contemporânea que parece não ser do nosso tempo. É assim que eu vi a fotografia de Emma Hartvig e acho que vocês podem enxergar da mesma forma.

É sempre interessante se deparar com arte contemporânea que parece não ser do nosso tempo. É assim que eu vi a fotografia de Emma Hartvig e acho que vocês podem enxergar da mesma forma.

É sempre interessante se deparar com arte contemporânea que parece não ser do nosso tempo. É assim que eu vi a fotografia de Emma Hartvig e acho que vocês podem enxergar da mesma forma.

É sempre interessante se deparar com arte contemporânea que parece não ser do nosso tempo. É assim que eu vi a fotografia de Emma Hartvig e acho que vocês podem enxergar da mesma forma.

É sempre interessante se deparar com arte contemporânea que parece não ser do nosso tempo. É assim que eu vi a fotografia de Emma Hartvig e acho que vocês podem enxergar da mesma forma.

É sempre interessante se deparar com arte contemporânea que parece não ser do nosso tempo. É assim que eu vi a fotografia de Emma Hartvig e acho que vocês podem enxergar da mesma forma.

É sempre interessante se deparar com arte contemporânea que parece não ser do nosso tempo. É assim que eu vi a fotografia de Emma Hartvig e acho que vocês podem enxergar da mesma forma.

É sempre interessante se deparar com arte contemporânea que parece não ser do nosso tempo. É assim que eu vi a fotografia de Emma Hartvig e acho que vocês podem enxergar da mesma forma.

É sempre interessante se deparar com arte contemporânea que parece não ser do nosso tempo. É assim que eu vi a fotografia de Emma Hartvig e acho que vocês podem enxergar da mesma forma.

É sempre interessante se deparar com arte contemporânea que parece não ser do nosso tempo. É assim que eu vi a fotografia de Emma Hartvig e acho que vocês podem enxergar da mesma forma.

É sempre interessante se deparar com arte contemporânea que parece não ser do nosso tempo. É assim que eu vi a fotografia de Emma Hartvig e acho que vocês podem enxergar da mesma forma.

Um tributo a Vermeer na fotografia de Emma Hartvig?

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter, acompanhar nosso tumblr ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.