Descobri o trabalho de fotografia de Kevin Faingnaert logo após minha viagem para Faroe Islands, um grupo de ilhas perdido no Atlântico Norte entre a Noruega, a Islândia e a Escócia. E, acredito que, acabei gostando muito mais do seu trabalho por conseguir reconhecer os locais e por ver as coisas e os locais de um jeito diferente dele.
Pristina.org // Fotografia // Faroe Islands por Kevin Faingnaert

Faroe Islands por Kevin Faingnaert

Descobri o trabalho de fotografia de Kevin Faingnaert logo após minha viagem para Faroe Islands, um grupo de ilhas perdido no Atlântico Norte entre a Noruega, a Islândia e a Escócia. E, acredito que, acabei gostando muito mais do seu trabalho por conseguir reconhecer os locais e por ver as coisas e os locais de um jeito diferente dele.

Para você que não sabe muito bem o que é Faroe Islands, vou explicar aqui um pouco. Então, conhecidas em português como Ilhas Faroe, essas ilhas perdidas entre a Islândia, a Noruega e a Escócia, fazem parte do Reino da Dinamarca mas são praticamente independentes deles. Geograficamente falando, as ilhas são uma beleza. É fácil se deparar com cachoeiras que parecem sair de lugar algum e vão direto para o mar, cruzando com a estrada no meio do caminho. É um país de desfiladeiros, de ilhotas, de montanhas e muito mar. Repleto de paisagens feitas de montanhas gélidas que encontram com o a água e que, pessoalmente, eu acho fenomenal.

O que faz as pessoas pensarem: por que alguém moraria em um lugar como esse? Eu ainda não sei responder essa pergunta mas imagino que os retratos de Kevin Faingnaert podem ajudar um pouco a visualizar quem seriam essas pessoas que moram tão isolados do mundo. Esse foi um dos pontos que gostei de ver no trabalho dele e que você deveria tentar enxergar também.

Dá para entender um pouco mais do que estou querendo dizer nas imagens logo abaixo.

Descobri o trabalho de fotografia de Kevin Faingnaert logo após minha viagem para Faroe Islands, um grupo de ilhas perdido no Atlântico Norte entre a Noruega, a Islândia e a Escócia. E, acredito que, acabei gostando muito mais do seu trabalho por conseguir reconhecer os locais e por ver as coisas e os locais de um jeito diferente dele.

Descobri o trabalho de fotografia de Kevin Faingnaert logo após minha viagem para Faroe Islands, um grupo de ilhas perdido no Atlântico Norte entre a Noruega, a Islândia e a Escócia. E, acredito que, acabei gostando muito mais do seu trabalho por conseguir reconhecer os locais e por ver as coisas e os locais de um jeito diferente dele.

Descobri o trabalho de fotografia de Kevin Faingnaert logo após minha viagem para Faroe Islands, um grupo de ilhas perdido no Atlântico Norte entre a Noruega, a Islândia e a Escócia. E, acredito que, acabei gostando muito mais do seu trabalho por conseguir reconhecer os locais e por ver as coisas e os locais de um jeito diferente dele.

Descobri o trabalho de fotografia de Kevin Faingnaert logo após minha viagem para Faroe Islands, um grupo de ilhas perdido no Atlântico Norte entre a Noruega, a Islândia e a Escócia. E, acredito que, acabei gostando muito mais do seu trabalho por conseguir reconhecer os locais e por ver as coisas e os locais de um jeito diferente dele.

Descobri o trabalho de fotografia de Kevin Faingnaert logo após minha viagem para Faroe Islands, um grupo de ilhas perdido no Atlântico Norte entre a Noruega, a Islândia e a Escócia. E, acredito que, acabei gostando muito mais do seu trabalho por conseguir reconhecer os locais e por ver as coisas e os locais de um jeito diferente dele.

Descobri o trabalho de fotografia de Kevin Faingnaert logo após minha viagem para Faroe Islands, um grupo de ilhas perdido no Atlântico Norte entre a Noruega, a Islândia e a Escócia. E, acredito que, acabei gostando muito mais do seu trabalho por conseguir reconhecer os locais e por ver as coisas e os locais de um jeito diferente dele.

Descobri o trabalho de fotografia de Kevin Faingnaert logo após minha viagem para Faroe Islands, um grupo de ilhas perdido no Atlântico Norte entre a Noruega, a Islândia e a Escócia. E, acredito que, acabei gostando muito mais do seu trabalho por conseguir reconhecer os locais e por ver as coisas e os locais de um jeito diferente dele.

Descobri o trabalho de fotografia de Kevin Faingnaert logo após minha viagem para Faroe Islands, um grupo de ilhas perdido no Atlântico Norte entre a Noruega, a Islândia e a Escócia. E, acredito que, acabei gostando muito mais do seu trabalho por conseguir reconhecer os locais e por ver as coisas e os locais de um jeito diferente dele.

Descobri o trabalho de fotografia de Kevin Faingnaert logo após minha viagem para Faroe Islands, um grupo de ilhas perdido no Atlântico Norte entre a Noruega, a Islândia e a Escócia. E, acredito que, acabei gostando muito mais do seu trabalho por conseguir reconhecer os locais e por ver as coisas e os locais de um jeito diferente dele.

Descobri o trabalho de fotografia de Kevin Faingnaert logo após minha viagem para Faroe Islands, um grupo de ilhas perdido no Atlântico Norte entre a Noruega, a Islândia e a Escócia. E, acredito que, acabei gostando muito mais do seu trabalho por conseguir reconhecer os locais e por ver as coisas e os locais de um jeito diferente dele.

Descobri o trabalho de fotografia de Kevin Faingnaert logo após minha viagem para Faroe Islands, um grupo de ilhas perdido no Atlântico Norte entre a Noruega, a Islândia e a Escócia. E, acredito que, acabei gostando muito mais do seu trabalho por conseguir reconhecer os locais e por ver as coisas e os locais de um jeito diferente dele.

Descobri o trabalho de fotografia de Kevin Faingnaert logo após minha viagem para Faroe Islands, um grupo de ilhas perdido no Atlântico Norte entre a Noruega, a Islândia e a Escócia. E, acredito que, acabei gostando muito mais do seu trabalho por conseguir reconhecer os locais e por ver as coisas e os locais de um jeito diferente dele.

Descobri o trabalho de fotografia de Kevin Faingnaert logo após minha viagem para Faroe Islands, um grupo de ilhas perdido no Atlântico Norte entre a Noruega, a Islândia e a Escócia. E, acredito que, acabei gostando muito mais do seu trabalho por conseguir reconhecer os locais e por ver as coisas e os locais de um jeito diferente dele.

Descobri o trabalho de fotografia de Kevin Faingnaert logo após minha viagem para Faroe Islands, um grupo de ilhas perdido no Atlântico Norte entre a Noruega, a Islândia e a Escócia. E, acredito que, acabei gostando muito mais do seu trabalho por conseguir reconhecer os locais e por ver as coisas e os locais de um jeito diferente dele.

Descobri o trabalho de fotografia de Kevin Faingnaert logo após minha viagem para Faroe Islands, um grupo de ilhas perdido no Atlântico Norte entre a Noruega, a Islândia e a Escócia. E, acredito que, acabei gostando muito mais do seu trabalho por conseguir reconhecer os locais e por ver as coisas e os locais de um jeito diferente dele.

Descobri o trabalho de fotografia de Kevin Faingnaert logo após minha viagem para Faroe Islands, um grupo de ilhas perdido no Atlântico Norte entre a Noruega, a Islândia e a Escócia. E, acredito que, acabei gostando muito mais do seu trabalho por conseguir reconhecer os locais e por ver as coisas e os locais de um jeito diferente dele.

Kevin Faingnaert é um fotógrafo voltado para retratos e documentários, residente em Gent, na Bélgica. Seu foco é trabalhar com pessoas e lugares interessantes. Claro que você pode acompanhar sua fotografia no instagram, no flickr, facebook, e no seu blog. Você pode saber mais sobre seu portfólio clicando no link logo abaixo.

Faroe Islands por Kevin Faingnaert

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.