Pristina.org // Fotografia // O Mundo Selvagem de Konsta Punkka

O Mundo Selvagem de Konsta Punkka

Konsta Punkka é um jovem fotógrafo finlandês que tem um olhar especial para a vida selvagem. Mas nada supera as fotos que ele tira alimentando animais selvagens no meio das florestas da Finlândia.

Quando fui pela primeira vez para a Finlândia em Setembro de 2014, fui com um grupo de blogueiros de viagem com a função de explorar a cidade de Porvoo. Foi lá que eu conheci o Konsta Punkka, o semi-deus do instagram que foi descrito para mim como o squirrel whisperer. Esse termo não fez sentido algum para mim até eu ir ao seu instagram e ver as fotos que ele tira. Acabei tendo a sorte de sair para tirar fotos de uma quase aurora boreal em Porvoo e vi que ele realmente sabe o que está fazendo.

Ainda não entendo como ele consegue trazer os esquilos tão perto mas… Quando você ver as imagens abaixo, tenho certeza de que vai ficar se questionando como ele faz isso. Um dia eu ainda descubro como é que ele tira essas fotos e publico aqui.

Quando fui pela primeira vez para a Finlândia em Setembro de 2014, fui com um grupo de blogueiros de viagem com a função de explorar a cidade de Porvoo. Foi lá que eu conheci o Konsta Punkka, o semi deus do instagram que foi descrito para mim como o squirrel whisperer. Esse termo não fez sentido algum para mim até eu ir ao seu instagram e ver as fotos que ele tira. Acabei tendo a sorte de sair para tirar fotos de uma quase aurora boreal em Porvoo e vi que ele realmente sabe o que está fazendo.

Quando fui pela primeira vez para a Finlândia em Setembro de 2014, fui com um grupo de blogueiros de viagem com a função de explorar a cidade de Porvoo. Foi lá que eu conheci o Konsta Punkka, o semi deus do instagram que foi descrito para mim como o squirrel whisperer. Esse termo não fez sentido algum para mim até eu ir ao seu instagram e ver as fotos que ele tira. Acabei tendo a sorte de sair para tirar fotos de uma quase aurora boreal em Porvoo e vi que ele realmente sabe o que está fazendo.

Quando fui pela primeira vez para a Finlândia em Setembro de 2014, fui com um grupo de blogueiros de viagem com a função de explorar a cidade de Porvoo. Foi lá que eu conheci o Konsta Punkka, o semi deus do instagram que foi descrito para mim como o squirrel whisperer. Esse termo não fez sentido algum para mim até eu ir ao seu instagram e ver as fotos que ele tira. Acabei tendo a sorte de sair para tirar fotos de uma quase aurora boreal em Porvoo e vi que ele realmente sabe o que está fazendo.

Quando fui pela primeira vez para a Finlândia em Setembro de 2014, fui com um grupo de blogueiros de viagem com a função de explorar a cidade de Porvoo. Foi lá que eu conheci o Konsta Punkka, o semi deus do instagram que foi descrito para mim como o squirrel whisperer. Esse termo não fez sentido algum para mim até eu ir ao seu instagram e ver as fotos que ele tira. Acabei tendo a sorte de sair para tirar fotos de uma quase aurora boreal em Porvoo e vi que ele realmente sabe o que está fazendo.

Quando fui pela primeira vez para a Finlândia em Setembro de 2014, fui com um grupo de blogueiros de viagem com a função de explorar a cidade de Porvoo. Foi lá que eu conheci o Konsta Punkka, o semi deus do instagram que foi descrito para mim como o squirrel whisperer. Esse termo não fez sentido algum para mim até eu ir ao seu instagram e ver as fotos que ele tira. Acabei tendo a sorte de sair para tirar fotos de uma quase aurora boreal em Porvoo e vi que ele realmente sabe o que está fazendo.

Quando fui pela primeira vez para a Finlândia em Setembro de 2014, fui com um grupo de blogueiros de viagem com a função de explorar a cidade de Porvoo. Foi lá que eu conheci o Konsta Punkka, o semi deus do instagram que foi descrito para mim como o squirrel whisperer. Esse termo não fez sentido algum para mim até eu ir ao seu instagram e ver as fotos que ele tira. Acabei tendo a sorte de sair para tirar fotos de uma quase aurora boreal em Porvoo e vi que ele realmente sabe o que está fazendo.

Quando fui pela primeira vez para a Finlândia em Setembro de 2014, fui com um grupo de blogueiros de viagem com a função de explorar a cidade de Porvoo. Foi lá que eu conheci o Konsta Punkka, o semi deus do instagram que foi descrito para mim como o squirrel whisperer. Esse termo não fez sentido algum para mim até eu ir ao seu instagram e ver as fotos que ele tira. Acabei tendo a sorte de sair para tirar fotos de uma quase aurora boreal em Porvoo e vi que ele realmente sabe o que está fazendo.

Quando fui pela primeira vez para a Finlândia em Setembro de 2014, fui com um grupo de blogueiros de viagem com a função de explorar a cidade de Porvoo. Foi lá que eu conheci o Konsta Punkka, o semi deus do instagram que foi descrito para mim como o squirrel whisperer. Esse termo não fez sentido algum para mim até eu ir ao seu instagram e ver as fotos que ele tira. Acabei tendo a sorte de sair para tirar fotos de uma quase aurora boreal em Porvoo e vi que ele realmente sabe o que está fazendo.

Quando fui pela primeira vez para a Finlândia em Setembro de 2014, fui com um grupo de blogueiros de viagem com a função de explorar a cidade de Porvoo. Foi lá que eu conheci o Konsta Punkka, o semi deus do instagram que foi descrito para mim como o squirrel whisperer. Esse termo não fez sentido algum para mim até eu ir ao seu instagram e ver as fotos que ele tira. Acabei tendo a sorte de sair para tirar fotos de uma quase aurora boreal em Porvoo e vi que ele realmente sabe o que está fazendo.

Quando fui pela primeira vez para a Finlândia em Setembro de 2014, fui com um grupo de blogueiros de viagem com a função de explorar a cidade de Porvoo. Foi lá que eu conheci o Konsta Punkka, o semi deus do instagram que foi descrito para mim como o squirrel whisperer. Esse termo não fez sentido algum para mim até eu ir ao seu instagram e ver as fotos que ele tira. Acabei tendo a sorte de sair para tirar fotos de uma quase aurora boreal em Porvoo e vi que ele realmente sabe o que está fazendo.

Quando fui pela primeira vez para a Finlândia em Setembro de 2014, fui com um grupo de blogueiros de viagem com a função de explorar a cidade de Porvoo. Foi lá que eu conheci o Konsta Punkka, o semi deus do instagram que foi descrito para mim como o squirrel whisperer. Esse termo não fez sentido algum para mim até eu ir ao seu instagram e ver as fotos que ele tira. Acabei tendo a sorte de sair para tirar fotos de uma quase aurora boreal em Porvoo e vi que ele realmente sabe o que está fazendo.

Quando fui pela primeira vez para a Finlândia em Setembro de 2014, fui com um grupo de blogueiros de viagem com a função de explorar a cidade de Porvoo. Foi lá que eu conheci o Konsta Punkka, o semi deus do instagram que foi descrito para mim como o squirrel whisperer. Esse termo não fez sentido algum para mim até eu ir ao seu instagram e ver as fotos que ele tira. Acabei tendo a sorte de sair para tirar fotos de uma quase aurora boreal em Porvoo e vi que ele realmente sabe o que está fazendo.

Quando fui pela primeira vez para a Finlândia em Setembro de 2014, fui com um grupo de blogueiros de viagem com a função de explorar a cidade de Porvoo. Foi lá que eu conheci o Konsta Punkka, o semi deus do instagram que foi descrito para mim como o squirrel whisperer. Esse termo não fez sentido algum para mim até eu ir ao seu instagram e ver as fotos que ele tira. Acabei tendo a sorte de sair para tirar fotos de uma quase aurora boreal em Porvoo e vi que ele realmente sabe o que está fazendo.

Quando fui pela primeira vez para a Finlândia em Setembro de 2014, fui com um grupo de blogueiros de viagem com a função de explorar a cidade de Porvoo. Foi lá que eu conheci o Konsta Punkka, o semi deus do instagram que foi descrito para mim como o squirrel whisperer. Esse termo não fez sentido algum para mim até eu ir ao seu instagram e ver as fotos que ele tira. Acabei tendo a sorte de sair para tirar fotos de uma quase aurora boreal em Porvoo e vi que ele realmente sabe o que está fazendo.

Quando fui pela primeira vez para a Finlândia em Setembro de 2014, fui com um grupo de blogueiros de viagem com a função de explorar a cidade de Porvoo. Foi lá que eu conheci o Konsta Punkka, o semi deus do instagram que foi descrito para mim como o squirrel whisperer. Esse termo não fez sentido algum para mim até eu ir ao seu instagram e ver as fotos que ele tira. Acabei tendo a sorte de sair para tirar fotos de uma quase aurora boreal em Porvoo e vi que ele realmente sabe o que está fazendo.

Quando fui pela primeira vez para a Finlândia em Setembro de 2014, fui com um grupo de blogueiros de viagem com a função de explorar a cidade de Porvoo. Foi lá que eu conheci o Konsta Punkka, o semi deus do instagram que foi descrito para mim como o squirrel whisperer. Esse termo não fez sentido algum para mim até eu ir ao seu instagram e ver as fotos que ele tira. Acabei tendo a sorte de sair para tirar fotos de uma quase aurora boreal em Porvoo e vi que ele realmente sabe o que está fazendo.

Quando fui pela primeira vez para a Finlândia em Setembro de 2014, fui com um grupo de blogueiros de viagem com a função de explorar a cidade de Porvoo. Foi lá que eu conheci o Konsta Punkka, o semi deus do instagram que foi descrito para mim como o squirrel whisperer. Esse termo não fez sentido algum para mim até eu ir ao seu instagram e ver as fotos que ele tira. Acabei tendo a sorte de sair para tirar fotos de uma quase aurora boreal em Porvoo e vi que ele realmente sabe o que está fazendo.

Se você gostou das fotos do Konsta Punkka, e eu sei que você gostou, acompanhe as fotos dele no instagram, no facebook e no 500px.

E esse post acabo surgindo depois que vi o portfolio do Konsta no Bored Panda.

O Mundo Selvagem de Konsta Punkka

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.