Gosto das ilustrações do Bill Connors por que elas me lembram as ilustrações que eu via em adesivos de skate e nos zines de hardcore e metal do início dos anos 90. Os desenhos que ele tem em seu portfólio me transportam direto para essa época cheia de tipografias distorcidas, monstros e muito sangue.
Pristina.org // Ilustração // As Ilustrações de Bill Connors

As Ilustrações de Bill Connors

Gosto das ilustrações do Bill Connors por que elas me lembram as ilustrações que eu via em adesivos de skate e nos zines de hardcore e metal do início dos anos 90. Os desenhos que ele tem em seu portfólio me transportam direto para essa época cheia de tipografias distorcidas, monstros e muitas caveiras.

E, pelas imagens que você pode ver abaixo, dá para ver que ele realmente gosta desse estilo visual. Ele experimenta esse visual usando aquarelas, silk screen e muitos traços feitos a caneta.
Gosto das ilustrações do Bill Connors por que elas me lembram as ilustrações que eu via em adesivos de skate e nos zines de hardcore e metal do início dos anos 90. Os desenhos que ele tem em seu portfólio me transportam direto para essa época cheia de tipografias distorcidas, monstros e muito sangue.

Gosto das ilustrações do Bill Connors por que elas me lembram as ilustrações que eu via em adesivos de skate e nos zines de hardcore e metal do início dos anos 90. Os desenhos que ele tem em seu portfólio me transportam direto para essa época cheia de tipografias distorcidas, monstros e muito sangue.

Gosto das ilustrações do Bill Connors por que elas me lembram as ilustrações que eu via em adesivos de skate e nos zines de hardcore e metal do início dos anos 90. Os desenhos que ele tem em seu portfólio me transportam direto para essa época cheia de tipografias distorcidas, monstros e muito sangue.

Gosto das ilustrações do Bill Connors por que elas me lembram as ilustrações que eu via em adesivos de skate e nos zines de hardcore e metal do início dos anos 90. Os desenhos que ele tem em seu portfólio me transportam direto para essa época cheia de tipografias distorcidas, monstros e muito sangue.

Gosto das ilustrações do Bill Connors por que elas me lembram as ilustrações que eu via em adesivos de skate e nos zines de hardcore e metal do início dos anos 90. Os desenhos que ele tem em seu portfólio me transportam direto para essa época cheia de tipografias distorcidas, monstros e muito sangue.

Gosto das ilustrações do Bill Connors por que elas me lembram as ilustrações que eu via em adesivos de skate e nos zines de hardcore e metal do início dos anos 90. Os desenhos que ele tem em seu portfólio me transportam direto para essa época cheia de tipografias distorcidas, monstros e muito sangue.

Gosto das ilustrações do Bill Connors por que elas me lembram as ilustrações que eu via em adesivos de skate e nos zines de hardcore e metal do início dos anos 90. Os desenhos que ele tem em seu portfólio me transportam direto para essa época cheia de tipografias distorcidas, monstros e muito sangue.

Gosto das ilustrações do Bill Connors por que elas me lembram as ilustrações que eu via em adesivos de skate e nos zines de hardcore e metal do início dos anos 90. Os desenhos que ele tem em seu portfólio me transportam direto para essa época cheia de tipografias distorcidas, monstros e muito sangue.

Gosto das ilustrações do Bill Connors por que elas me lembram as ilustrações que eu via em adesivos de skate e nos zines de hardcore e metal do início dos anos 90. Os desenhos que ele tem em seu portfólio me transportam direto para essa época cheia de tipografias distorcidas, monstros e muito sangue.

Gosto das ilustrações do Bill Connors por que elas me lembram as ilustrações que eu via em adesivos de skate e nos zines de hardcore e metal do início dos anos 90. Os desenhos que ele tem em seu portfólio me transportam direto para essa época cheia de tipografias distorcidas, monstros e muito sangue.

Gosto das ilustrações do Bill Connors por que elas me lembram as ilustrações que eu via em adesivos de skate e nos zines de hardcore e metal do início dos anos 90. Os desenhos que ele tem em seu portfólio me transportam direto para essa época cheia de tipografias distorcidas, monstros e muito sangue.

Gosto das ilustrações do Bill Connors por que elas me lembram as ilustrações que eu via em adesivos de skate e nos zines de hardcore e metal do início dos anos 90. Os desenhos que ele tem em seu portfólio me transportam direto para essa época cheia de tipografias distorcidas, monstros e muito sangue.

Gosto das ilustrações do Bill Connors por que elas me lembram as ilustrações que eu via em adesivos de skate e nos zines de hardcore e metal do início dos anos 90. Os desenhos que ele tem em seu portfólio me transportam direto para essa época cheia de tipografias distorcidas, monstros e muito sangue.

Gosto das ilustrações do Bill Connors por que elas me lembram as ilustrações que eu via em adesivos de skate e nos zines de hardcore e metal do início dos anos 90. Os desenhos que ele tem em seu portfólio me transportam direto para essa época cheia de tipografias distorcidas, monstros e muito sangue.

Gosto das ilustrações do Bill Connors por que elas me lembram as ilustrações que eu via em adesivos de skate e nos zines de hardcore e metal do início dos anos 90. Os desenhos que ele tem em seu portfólio me transportam direto para essa época cheia de tipografias distorcidas, monstros e muito sangue.

Gosto das ilustrações do Bill Connors por que elas me lembram as ilustrações que eu via em adesivos de skate e nos zines de hardcore e metal do início dos anos 90. Os desenhos que ele tem em seu portfólio me transportam direto para essa época cheia de tipografias distorcidas, monstros e muito sangue.

Gosto das ilustrações do Bill Connors por que elas me lembram as ilustrações que eu via em adesivos de skate e nos zines de hardcore e metal do início dos anos 90. Os desenhos que ele tem em seu portfólio me transportam direto para essa época cheia de tipografias distorcidas, monstros e muito sangue.

Já publicamos o trabalho de Bill Connors aqui em 2010. Além disso, você pode clicar no link abaixo para ver mais das imagens estranhas criadas por esse artista fora do comum.

As Ilustrações de Bill Connors

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.