Para o design da identidade visual do London Centre for Book Arts, a dupla de designers do Studio Bergini, Francesco Corsini e Kristian Hjorth Berge, resolveram se aprofundar na história local como referência tipográfica. Tudo isso porque uma conexão com a fundição Caslon não pode ser deixada de lado.
Pristina.org // Branding // A Identidade visual do London Centre for Book Arts no design do Studio Bergini

A Identidade visual do London Centre for Book Arts no design do Studio Bergini

Para o design da identidade visual do London Centre for Book Arts, a dupla de designers do Studio Bergini, Francesco Corsini e Kristian Hjorth Berge, resolveram se aprofundar na história local como referência tipográfica. Tudo isso porque uma conexão com a fundição Caslon não pode ser deixada de lado.

O trabalho para o London Centre for Book Arts foi desenvolvido ao longo de um ano, esse diálogo visual permitiu com que o projeto fosse evoluindo para elementos que serão utilizados no dia a dia.

Visualmente falando, o logo foi criado usando Original Sans e tem um visual mais pesado. Quando acompanhado de texto, a Caslon Ionic aparece e essas duas fontes remetem a história local já que onde está o London Centre for Book Arts hoje é o mesmo local onde a fundição Caslon funcionou antes de fechar.

Para o design da identidade visual do London Centre for Book Arts, a dupla de designers do Studio Bergini, Francesco Corsini e Kristian Hjorth Berge, resolveram se aprofundar na história local como referência tipográfica. Tudo isso porque uma conexão com a fundição Caslon não pode ser deixada de lado.

Para o design da identidade visual do London Centre for Book Arts, a dupla de designers do Studio Bergini, Francesco Corsini e Kristian Hjorth Berge, resolveram se aprofundar na história local como referência tipográfica. Tudo isso porque uma conexão com a fundição Caslon não pode ser deixada de lado.

Para o design da identidade visual do London Centre for Book Arts, a dupla de designers do Studio Bergini, Francesco Corsini e Kristian Hjorth Berge, resolveram se aprofundar na história local como referência tipográfica. Tudo isso porque uma conexão com a fundição Caslon não pode ser deixada de lado.

Quando essas duas fontes aparecem juntas, elas apresentam uma identidade visual marcante e com um perfil bem utilitário. Enfatizando os processos de impressão e deixando tudo com um visual bem especial.

Para enfatizar ainda mais os valores culturais, os designers do Studio Bergini resolveram combinar essa marca com uma paleta de cores vibrantes que reflitam o cenário alternativo multicultural que cerca o local. Além disso, todos os materiais físicos que foram criados tentam brincar com esses valores de uma forma diferente. Assim cada flyer, marcador, folheto e cartão de sócio apresenta o que o London Centre for Book Arts pode oferecer a seus membros.

Para o design da identidade visual do London Centre for Book Arts, a dupla de designers do Studio Bergini, Francesco Corsini e Kristian Hjorth Berge, resolveram se aprofundar na história local como referência tipográfica. Tudo isso porque uma conexão com a fundição Caslon não pode ser deixada de lado.

Para o design da identidade visual do London Centre for Book Arts, a dupla de designers do Studio Bergini, Francesco Corsini e Kristian Hjorth Berge, resolveram se aprofundar na história local como referência tipográfica. Tudo isso porque uma conexão com a fundição Caslon não pode ser deixada de lado.

Para o design da identidade visual do London Centre for Book Arts, a dupla de designers do Studio Bergini, Francesco Corsini e Kristian Hjorth Berge, resolveram se aprofundar na história local como referência tipográfica. Tudo isso porque uma conexão com a fundição Caslon não pode ser deixada de lado.

Para o design da identidade visual do London Centre for Book Arts, a dupla de designers do Studio Bergini, Francesco Corsini e Kristian Hjorth Berge, resolveram se aprofundar na história local como referência tipográfica. Tudo isso porque uma conexão com a fundição Caslon não pode ser deixada de lado.

Para o design da identidade visual do London Centre for Book Arts, a dupla de designers do Studio Bergini, Francesco Corsini e Kristian Hjorth Berge, resolveram se aprofundar na história local como referência tipográfica. Tudo isso porque uma conexão com a fundição Caslon não pode ser deixada de lado.

Para o design da identidade visual do London Centre for Book Arts, a dupla de designers do Studio Bergini, Francesco Corsini e Kristian Hjorth Berge, resolveram se aprofundar na história local como referência tipográfica. Tudo isso porque uma conexão com a fundição Caslon não pode ser deixada de lado.

Para o design da identidade visual do London Centre for Book Arts, a dupla de designers do Studio Bergini, Francesco Corsini e Kristian Hjorth Berge, resolveram se aprofundar na história local como referência tipográfica. Tudo isso porque uma conexão com a fundição Caslon não pode ser deixada de lado.

Para o design da identidade visual do London Centre for Book Arts, a dupla de designers do Studio Bergini, Francesco Corsini e Kristian Hjorth Berge, resolveram se aprofundar na história local como referência tipográfica. Tudo isso porque uma conexão com a fundição Caslon não pode ser deixada de lado.

Para saber mais sobre o belíssimo trabalho do Studio Bergini, você só precisa clicar no link abaixo. Além disso, não se esqueça de dar uma olhada no portfólio do estúdio.

A Identidade visual do London Centre for Book Arts no design do Studio Bergini

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.