Foi em 2018 que a Derprosa celebrou seus 30 anos produzindo filmes laminados para as artes gráficas. Durante essas três décadas, eles assumiram um compromisso com o desenvolvimento de novos materiais e essa inovação acabou criando uma certa revolução no setor. Com todos esses fatores em mente, a Derprosa entrou em contato com o pessoal da Plácida para renovar seu branding.
Pristina.org // Branding // O Redesign da Derprosa pelo pessoal da Plácida

O Redesign da Derprosa pelo pessoal da Plácida

Foi em 2018 que a Derprosa celebrou seus 30 anos produzindo filmes laminados para as artes gráficas. Durante essas três décadas, eles assumiram um compromisso com o desenvolvimento de novos materiais e essa inovação acabou criando uma certa revolução no setor. Com todos esses fatores em mente, a Derprosa entrou em contato com o pessoal da Plácida para renovar seu branding.

A Plácida ficou responsável por fazer uma nova identidade visual, algo que pudesse ser refletido nos mais de 30 produtos que compõem o catálogo da Derprosa. E todos esses materiais precisavam fazer sentido e ser consistentes e reconhecíveis. Esse foi o desafio que esse estúdio de design gráfico de Granada resolveu colocar em prática.

Foi em 2018 que a Derprosa celebrou seus 30 anos produzindo filmes laminados para as artes gráficas. Durante essas três décadas, eles assumiram um compromisso com o desenvolvimento de novos materiais e essa inovação acabou criando uma certa revolução no setor. Com todos esses fatores em mente, a Derprosa entrou em contato com o pessoal da Plácida para renovar seu branding.

Trabalhando em cima desse lado modular, o pessoal da Plácida acabou criando um sistema visual flexível que pudesse ser utilizado no catálogo de produtos da Derprosa. Essa identidade visual é repleta de cores e formas diferentes, o que acaba conferindo um aspecto único a cada um dos produtos da empresa. Além disso, a identidade visual é flexível o suficiente para que novas formas sejam criadas para novos produtos. Mantendo assim uma identidade visual baseada na codificação única de cada produto que evolui de um contexto maior.

Trabalhando em cima desse lado modular, o pessoal da Plácida acabou criando um sistema visual flexível que pudesse ser utilizado no catálogo de produtos da Derprosa. Essa identidade visual é repleta de cores e formas diferentes, o que acaba conferindo um aspecto único a cada um dos produtos da empresa. Além disso, a identidade visual é flexível o suficiente para que novas formas sejam criadas para novos produtos. Mantendo assim uma identidade visual baseada na codificação única de cada produto que evolui de um contexto maior.

Trabalhando em cima desse lado modular, o pessoal da Plácida acabou criando um sistema visual flexível que pudesse ser utilizado no catálogo de produtos da Derprosa. Essa identidade visual é repleta de cores e formas diferentes, o que acaba conferindo um aspecto único a cada um dos produtos da empresa. Além disso, a identidade visual é flexível o suficiente para que novas formas sejam criadas para novos produtos. Mantendo assim uma identidade visual baseada na codificação única de cada produto que evolui de um contexto maior.

Trabalhando em cima desse lado modular, o pessoal da Plácida acabou criando um sistema visual flexível que pudesse ser utilizado no catálogo de produtos da Derprosa. Essa identidade visual é repleta de cores e formas diferentes, o que acaba conferindo um aspecto único a cada um dos produtos da empresa. Além disso, a identidade visual é flexível o suficiente para que novas formas sejam criadas para novos produtos. Mantendo assim uma identidade visual baseada na codificação única de cada produto que evolui de um contexto maior.

Trabalhando em cima desse lado modular, o pessoal da Plácida acabou criando um sistema visual flexível que pudesse ser utilizado no catálogo de produtos da Derprosa. Essa identidade visual é repleta de cores e formas diferentes, o que acaba conferindo um aspecto único a cada um dos produtos da empresa. Além disso, a identidade visual é flexível o suficiente para que novas formas sejam criadas para novos produtos. Mantendo assim uma identidade visual baseada na codificação única de cada produto que evolui de um contexto maior.

A referência que eles resolveram usar veio direto do passado e foi da Bauhaus que foram surgindo formas e mais formas que acabaram sendo usadas de forma modular para que se criasse uma linguagem atemporal e universal para a empresa.

Trabalhando em cima desse lado modular, o pessoal da Plácida acabou criando um sistema visual flexível que pudesse ser utilizado no catálogo de produtos da Derprosa. Essa identidade visual é repleta de cores e formas diferentes, o que acaba conferindo um aspecto único a cada um dos produtos da empresa. Além disso, a identidade visual é flexível o suficiente para que novas formas sejam criadas para novos produtos. Mantendo assim uma identidade visual baseada na codificação única de cada produto que evolui de um contexto maior.

O material que a Plácida desenvolveu me lembrou muito o que já vi da Bauhaus e acabou capturando a minha atenção a ponto de acabar gerando esse artigo por aqui. Um dos materiais que achei mais visualmente interessantes foi a caixa de amostras que foi desenvolvida como uma vitrine para apresentar as vantagens de cada um dos filmes que a Derprosa produz. Como as formas e cores da identidade visual aparecem lado a lado, esse material acabou ficando com uma estética ainda mais especial para mim.

Foi em 2018 que a Derprosa celebrou seus 30 anos produzindo filmes laminados para as artes gráficas. Durante essas três décadas, eles assumiram um compromisso com o desenvolvimento de novos materiais e essa inovação acabou criando uma certa revolução no setor. Com todos esses fatores em mente, a Derprosa entrou em contato com o pessoal da Plácida para renovar seu branding.

Foi em 2018 que a Derprosa celebrou seus 30 anos produzindo filmes laminados para as artes gráficas. Durante essas três décadas, eles assumiram um compromisso com o desenvolvimento de novos materiais e essa inovação acabou criando uma certa revolução no setor. Com todos esses fatores em mente, a Derprosa entrou em contato com o pessoal da Plácida para renovar seu branding.

Foi em 2018 que a Derprosa celebrou seus 30 anos produzindo filmes laminados para as artes gráficas. Durante essas três décadas, eles assumiram um compromisso com o desenvolvimento de novos materiais e essa inovação acabou criando uma certa revolução no setor. Com todos esses fatores em mente, a Derprosa entrou em contato com o pessoal da Plácida para renovar seu branding.

Foi em 2018 que a Derprosa celebrou seus 30 anos produzindo filmes laminados para as artes gráficas. Durante essas três décadas, eles assumiram um compromisso com o desenvolvimento de novos materiais e essa inovação acabou criando uma certa revolução no setor. Com todos esses fatores em mente, a Derprosa entrou em contato com o pessoal da Plácida para renovar seu branding.

Foi em 2018 que a Derprosa celebrou seus 30 anos produzindo filmes laminados para as artes gráficas. Durante essas três décadas, eles assumiram um compromisso com o desenvolvimento de novos materiais e essa inovação acabou criando uma certa revolução no setor. Com todos esses fatores em mente, a Derprosa entrou em contato com o pessoal da Plácida para renovar seu branding.

Foi em 2018 que a Derprosa celebrou seus 30 anos produzindo filmes laminados para as artes gráficas. Durante essas três décadas, eles assumiram um compromisso com o desenvolvimento de novos materiais e essa inovação acabou criando uma certa revolução no setor. Com todos esses fatores em mente, a Derprosa entrou em contato com o pessoal da Plácida para renovar seu branding.

Para saber mais sobre o material que a Plácida criou para a nova identidade visual da Derprosa, você só precisa clicar no link abaixo. Para saber o que a Derprosa faz, clique aqui. Além disso, você pode explorar mais do que a Plácida faz no seu portfólio digital e no que o estúdio publicou no seu perfil no Behance.

O Redesign da Derprosa pelo pessoal da Plácida

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.