Pristina.org - Everything Design since 2005

Prelo se tornou mais do que um documentário tipográfico TipografiaFelipe Tofani on 28/11/2017

Todas as gravuras tipográficas criadas para o documentário Prelo
O mestre tipógrafo Ademir Matias de Almeida é o personagem principal de Preto, um documentário tipográfico que foi feito para registrar uma vida vivida em meio a papéis, tintas, tipos e máquinas. Já publiquei um artigo sobre esse filme antes mas, depois de encontrar um e-mail da Raquel Pinheiro sobre o novo estado do projeto, sabia que ia ter que escrever mais alguma coisa sobre isso.

O mestre tipógrafo Ademir Matias de Almeida é o personagem principal de Prelo, um documentário tipográfico que foi feito para registrar uma vida vivida em meio a papéis, tintas, tipos e máquinas. Já publiquei um artigo sobre esse filme antes mas, depois de encontrar um e-mail da Raquel Pinheiro sobre o novo estado do projeto, sabia que ia ter que escrever mais alguma coisa sobre isso.

No documentário, Ademir Matias de Almeida fala em um tom quase confessional sobre suas memórias de uma vida dedicada a tipografia e ao design gráfico. Em Prelo, você vai aprender um pouco mais sobre como ele se sente em relação a solidão, tempo e transformação. Temas que não são muito relacionados com a profissão que ele segue mas que acabam fazendo sentido após assistir o filme.

Mas não estou aqui apenas para falar sobre o Prelo. Estou aqui para falar sobre o conjunto de gravuras tipográficas que foram criadas a partir do verão de 2014, durante a filmagem do documentário. O material só foi concluído no final de 2016 e acabou indo parar no Behance no início de 2017 e, agora, veio para cá.

O mestre tipógrafo Ademir Matias de Almeida é o personagem principal de Prelo, um documentário tipográfico que foi feito para registrar uma vida vivida em meio a papéis, tintas, tipos e máquinas. Já publiquei um artigo sobre esse filme antes mas, depois de encontrar um e-mail da Raquel Pinheiro sobre o novo estado do projeto, sabia que ia ter que escrever mais alguma coisa sobre isso.

O mestre tipógrafo Ademir Matias de Almeida é o personagem principal de Prelo, um documentário tipográfico que foi feito para registrar uma vida vivida em meio a papéis, tintas, tipos e máquinas. Já publiquei um artigo sobre esse filme antes mas, depois de encontrar um e-mail da Raquel Pinheiro sobre o novo estado do projeto, sabia que ia ter que escrever mais alguma coisa sobre isso.

O mestre tipógrafo Ademir Matias de Almeida é o personagem principal de Prelo, um documentário tipográfico que foi feito para registrar uma vida vivida em meio a papéis, tintas, tipos e máquinas. Já publiquei um artigo sobre esse filme antes mas, depois de encontrar um e-mail da Raquel Pinheiro sobre o novo estado do projeto, sabia que ia ter que escrever mais alguma coisa sobre isso.

O mestre tipógrafo Ademir Matias de Almeida é o personagem principal de Prelo, um documentário tipográfico que foi feito para registrar uma vida vivida em meio a papéis, tintas, tipos e máquinas. Já publiquei um artigo sobre esse filme antes mas, depois de encontrar um e-mail da Raquel Pinheiro sobre o novo estado do projeto, sabia que ia ter que escrever mais alguma coisa sobre isso.

O mestre tipógrafo Ademir Matias de Almeida é o personagem principal de Prelo, um documentário tipográfico que foi feito para registrar uma vida vivida em meio a papéis, tintas, tipos e máquinas. Já publiquei um artigo sobre esse filme antes mas, depois de encontrar um e-mail da Raquel Pinheiro sobre o novo estado do projeto, sabia que ia ter que escrever mais alguma coisa sobre isso.

O mestre tipógrafo Ademir Matias de Almeida é o personagem principal de Prelo, um documentário tipográfico que foi feito para registrar uma vida vivida em meio a papéis, tintas, tipos e máquinas. Já publiquei um artigo sobre esse filme antes mas, depois de encontrar um e-mail da Raquel Pinheiro sobre o novo estado do projeto, sabia que ia ter que escrever mais alguma coisa sobre isso.

O mestre tipógrafo Ademir Matias de Almeida é o personagem principal de Prelo, um documentário tipográfico que foi feito para registrar uma vida vivida em meio a papéis, tintas, tipos e máquinas. Já publiquei um artigo sobre esse filme antes mas, depois de encontrar um e-mail da Raquel Pinheiro sobre o novo estado do projeto, sabia que ia ter que escrever mais alguma coisa sobre isso.

O mestre tipógrafo Ademir Matias de Almeida é o personagem principal de Prelo, um documentário tipográfico que foi feito para registrar uma vida vivida em meio a papéis, tintas, tipos e máquinas. Já publiquei um artigo sobre esse filme antes mas, depois de encontrar um e-mail da Raquel Pinheiro sobre o novo estado do projeto, sabia que ia ter que escrever mais alguma coisa sobre isso.

O mestre tipógrafo Ademir Matias de Almeida é o personagem principal de Prelo, um documentário tipográfico que foi feito para registrar uma vida vivida em meio a papéis, tintas, tipos e máquinas. Já publiquei um artigo sobre esse filme antes mas, depois de encontrar um e-mail da Raquel Pinheiro sobre o novo estado do projeto, sabia que ia ter que escrever mais alguma coisa sobre isso.

O mestre tipógrafo Ademir Matias de Almeida é o personagem principal de Prelo, um documentário tipográfico que foi feito para registrar uma vida vivida em meio a papéis, tintas, tipos e máquinas. Já publiquei um artigo sobre esse filme antes mas, depois de encontrar um e-mail da Raquel Pinheiro sobre o novo estado do projeto, sabia que ia ter que escrever mais alguma coisa sobre isso.

O mestre tipógrafo Ademir Matias de Almeida é o personagem principal de Prelo, um documentário tipográfico que foi feito para registrar uma vida vivida em meio a papéis, tintas, tipos e máquinas. Já publiquei um artigo sobre esse filme antes mas, depois de encontrar um e-mail da Raquel Pinheiro sobre o novo estado do projeto, sabia que ia ter que escrever mais alguma coisa sobre isso.

Essas gravuras foram compostas e impressas a vinte mãos e registram e celebram a vida de Matias e algumas das particularidades do processo de impressão tipográfico. O formato utilizado é um convite a transformação e pode ser utilizado como embalagem, álbum ou livro. Tudo depende do leitor. E o trabalho ficou tão interessante que acabou sendo selecionado para a 12º Bienal do Design Gráfico Brasileiro que aconteceu em abril de 2017. E você pode ver mais desse belíssimo projeto direto no Behance, logo abaixo.

As gravuras aqui foram criadas por Rafael Neder, Ricardo Donato, Olavo D’Aguiar, Luis Matuto, Caroline Gischewski, Raquel Pinheiro, Fábio Martins e Pedro Leitin. Todas elas com o apoio e suporte do grande Ademir Matias de Almeida.

Prelo se tornou mais do que um documentário tipográfico

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter, acompanhar nosso tumblr ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Comentários

Powered by Facebook Comments

Tagged: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,