Pristina.org - Everything Design since 2005

A Península de Kamchatka nas fotografias de Isabella Tabacchi FotografiaFelipe Tofani on 06/02/2020

Fotografando a beleza selvagem de um dos lugares mais isolados da Rússia
Quando Isabella Tabacchi resolveu desbravar as belezas naturais da península de Kamchatka, ela queria descobrir uma paisagem natural inédita. Uma paisagem que só é quebrada quando pequenas vilas e a cidade de Petropavlovsk-Kam?atskij aparecem no horizonte. Fora isso, tudo é composto de uma beleza natural não tocada pela mão do homem. São florestas gigantes e volcões que parecem um cenário de filme.

No verão de 2019, a fotógrafa Isabella Tabacchi visitou a península de Kamchatka, um dos lugares mais remotos da Rússia, e algumas das fotos que ela fez por lá podem ser vistas logo abaixo e, também, no seu perfil do Behance. A ideia dela era de desbravar e descobrir um cenário natural diferente do que ela conhece. Um lugar quase selvagem que pudesse ser documentado com suas lentes. E parece que ela conseguiu fazer isso sem muitos problemas.

Se você não conhece Kamchatka, essa é uma enorme península que tem mais de mil quilômetros de extensão que que pode ser encontrada na região oriental da Rússia. Ao leste do mar de Okhotsk e golfo de Shelikhov na província chamada Krai de Kamtchatka. Ao seja, do outro lado do que as pessoas costumam pensar que seria a Rússia e bem ao norte do Japão. Esse local isolado é importante pela sua beleza natural e recursos florestais.

No verão de 2019, a fotógrafa Isabella Tabacchi visitou a península de Kamchatka, um dos lugares mais remotos da Rússia, e algumas das fotos que ela fez por lá podem ser vistas logo abaixo e, também, no seu perfil do Behance. A ideia dela era de desbravar e descobrir um cenário natural diferente do que ela conhece. Um lugar quase selvagem que pudesse ser documentado com suas lentes. E parece que ela conseguiu fazer isso sem muitos problemas.

Quando Isabella Tabacchi resolveu desbravar as belezas naturais da península de Kamchatka, ela queria descobrir uma paisagem natural inédita. Uma paisagem que só é quebrada quando pequenas vilas e a cidade de Petropavlovsk-Kam?atskij aparecem no horizonte. Fora isso, tudo é composto de uma beleza natural não tocada pela mão do homem. São florestas gigantes e volcões que parecem um cenário de filme.

No verão de 2019, a fotógrafa Isabella Tabacchi visitou a península de Kamchatka, um dos lugares mais remotos da Rússia, e algumas das fotos que ela fez por lá podem ser vistas logo abaixo e, também, no seu perfil do Behance. A ideia dela era de desbravar e descobrir um cenário natural diferente do que ela conhece. Um lugar quase selvagem que pudesse ser documentado com suas lentes. E parece que ela conseguiu fazer isso sem muitos problemas.

Last summer I visited the Kamchatka peninsula, a land in the far east of Russia. My purpose was to discover a natural scenery that, except for some little towns and the city Petropavlovsk-Kam?atskij, is totally made of pristine nature, forests and huge volcanoes. The nature of Kamchatka is still mostly unknown, it’s really dangerous and it changes continuously, so I explored the peninsula with the help of two local guides. The thing that impressed me the most is the contrast between the colors of life, of the trees, the flowers, the forests and the shades of death, of the volcanoes, of the ash.

No verão de 2019, a fotógrafa Isabella Tabacchi visitou a península de Kamchatka, um dos lugares mais remotos da Rússia, e algumas das fotos que ela fez por lá podem ser vistas logo abaixo e, também, no seu perfil do Behance. A ideia dela era de desbravar e descobrir um cenário natural diferente do que ela conhece. Um lugar quase selvagem que pudesse ser documentado com suas lentes. E parece que ela conseguiu fazer isso sem muitos problemas.

No verão de 2019, a fotógrafa Isabella Tabacchi visitou a península de Kamchatka, um dos lugares mais remotos da Rússia, e algumas das fotos que ela fez por lá podem ser vistas logo abaixo e, também, no seu perfil do Behance. A ideia dela era de desbravar e descobrir um cenário natural diferente do que ela conhece. Um lugar quase selvagem que pudesse ser documentado com suas lentes. E parece que ela conseguiu fazer isso sem muitos problemas.

No verão de 2019, a fotógrafa Isabella Tabacchi visitou a península de Kamchatka, um dos lugares mais remotos da Rússia, e algumas das fotos que ela fez por lá podem ser vistas logo abaixo e, também, no seu perfil do Behance. A ideia dela era de desbravar e descobrir um cenário natural diferente do que ela conhece. Um lugar quase selvagem que pudesse ser documentado com suas lentes. E parece que ela conseguiu fazer isso sem muitos problemas.

Quando Isabella Tabacchi resolveu desbravar as belezas naturais da península de Kamchatka, ela queria descobrir uma paisagem natural inédita. Uma paisagem que só é quebrada quando pequenas vilas e a cidade de Petropavlovsk-Kam?atskij aparecem no horizonte. Fora isso, tudo é composto de uma beleza natural não tocada pela mão do homem. São florestas gigantes e volcões que parecem um cenário de filme.

Mas não pense que andar pela península de Kamchatka é algo simples. A região é inóspita e bem isolada, o que transforma qualquer viagem pela região em algo perigoso e o estado de constante mudança da natureza ao redor, deixa tudo ainda mais complicado. Foi pensando nisso que Isabella Tabacchi acabou explorando a região com a ajuda de dois guias locais.

Para Isabella Tabacchi, o mais impressionante da península de Kamchatka foi o contraste entre as cores das árvores, das flores e das florestas e as cores dos vulcões, das cinzas e de tudo isso que a fotógrafa descreveu como as cores da morte.

No verão de 2019, a fotógrafa Isabella Tabacchi visitou a península de Kamchatka, um dos lugares mais remotos da Rússia, e algumas das fotos que ela fez por lá podem ser vistas logo abaixo e, também, no seu perfil do Behance. A ideia dela era de desbravar e descobrir um cenário natural diferente do que ela conhece. Um lugar quase selvagem que pudesse ser documentado com suas lentes. E parece que ela conseguiu fazer isso sem muitos problemas.

No verão de 2019, a fotógrafa Isabella Tabacchi visitou a península de Kamchatka, um dos lugares mais remotos da Rússia, e algumas das fotos que ela fez por lá podem ser vistas logo abaixo e, também, no seu perfil do Behance. A ideia dela era de desbravar e descobrir um cenário natural diferente do que ela conhece. Um lugar quase selvagem que pudesse ser documentado com suas lentes. E parece que ela conseguiu fazer isso sem muitos problemas.

No verão de 2019, a fotógrafa Isabella Tabacchi visitou a península de Kamchatka, um dos lugares mais remotos da Rússia, e algumas das fotos que ela fez por lá podem ser vistas logo abaixo e, também, no seu perfil do Behance. A ideia dela era de desbravar e descobrir um cenário natural diferente do que ela conhece. Um lugar quase selvagem que pudesse ser documentado com suas lentes. E parece que ela conseguiu fazer isso sem muitos problemas.

Quando Isabella Tabacchi resolveu desbravar as belezas naturais da península de Kamchatka, ela queria descobrir uma paisagem natural inédita. Uma paisagem que só é quebrada quando pequenas vilas e a cidade de Petropavlovsk-Kam?atskij aparecem no horizonte. Fora isso, tudo é composto de uma beleza natural não tocada pela mão do homem. São florestas gigantes e volcões que parecem um cenário de filme.

Quando Isabella Tabacchi resolveu desbravar as belezas naturais da península de Kamchatka, ela queria descobrir uma paisagem natural inédita. Uma paisagem que só é quebrada quando pequenas vilas e a cidade de Petropavlovsk-Kam?atskij aparecem no horizonte. Fora isso, tudo é composto de uma beleza natural não tocada pela mão do homem. São florestas gigantes e volcões que parecem um cenário de filme.

Quando Isabella Tabacchi resolveu desbravar as belezas naturais da península de Kamchatka, ela queria descobrir uma paisagem natural inédita. Uma paisagem que só é quebrada quando pequenas vilas e a cidade de Petropavlovsk-Kam?atskij aparecem no horizonte. Fora isso, tudo é composto de uma beleza natural não tocada pela mão do homem. São florestas gigantes e volcões que parecem um cenário de filme.

Uma visita a península de Kamchatka está nos meus planos há anos e essas fotos aqui me deixaram ainda mais com vontade de explorar e fotografar essa remota região russa. Quem sabe um dia eu não consigo organizar algo assim e vou tirar algumas fotos lá como Fotostrasse. Quem sabe…

A Península de Kamchatka nas fotografias de Isabella Tabacchi

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Comentários

Powered by Facebook Comments

Tagged: , , , , , , , , , , , ,