Skip to content
O trabalho de David Rudnick tem um lado conceitual forte. Ele explica isso na noção de que indivíduos agregam sentido e valor ao seu mundo e acabam definindo o seu significado e valor em relação ao que eles enxergam ao seu redor. Porém, segundo o designer, com a criação de novos mundos digitais, essas construções de significado podem existir apenas no reino digital, sem nenhuma conexão com o mundo físico.
Pristina.org // Design Gráfico // Acid Graphics: O Design Gráfico de David Rudnick

Acid Graphics: O Design Gráfico de David Rudnick

Nascido no Reino Unido e educado nos Estados Unidos, David Rudnick é um designer gráfico cujo trabalho é um dos mais empolgantes no cenário visual contemporâneo.

A sua inspiração vem do mundo da música eletrônica e incorpora muita manipulação fotográfica, ilustrações e tipografia custom, criada pelo próprio designer. Uma estética que algumas vezes acabam sendo chamada “acid graphics” online.

Nascido no Reino Unido e educado nos Estados Unidos, David Rudnick é um designer gráfico cujo trabalho é um dos mais empolgantes no cenário visual contemporâneo.

Nascido no Reino Unido e educado nos Estados Unidos, David Rudnick é um designer gráfico cujo trabalho é um dos mais empolgantes no cenário visual contemporâneo.

Nascido no Reino Unido e educado nos Estados Unidos, David Rudnick é um designer gráfico cujo trabalho é um dos mais empolgantes no cenário visual contemporâneo.

Nascido no Reino Unido e educado nos Estados Unidos, David Rudnick é um designer gráfico cujo trabalho é um dos mais empolgantes no cenário visual contemporâneo.

Nascido no Reino Unido e educado nos Estados Unidos, David Rudnick é um designer gráfico cujo trabalho é um dos mais empolgantes no cenário visual contemporâneo.

O trabalho de David Rudnick tem um lado conceitual forte. Ele explica isso na noção de que indivíduos agregam sentido e valor ao seu mundo e acabam definindo o seu significado e valor em relação ao que eles enxergam ao seu redor. Porém, segundo o designer, com a criação de novos mundos digitais, essas construções de significado podem existir apenas no reino digital, sem nenhuma conexão com o mundo físico.

Seguindo essa linha de raciocínio, o valor não precisa de uma âncora física mais e essa mudança no valor e significado é algo que David Rudnick considera revolucionário.

Dessa forma, David Rudnick tenta explorar o espaço entre físico e o digital numa busca constante em entender a compatibilidade desses mundos e como o valor é transmitido entre eles.

O trabalho de David Rudnick tem um lado conceitual forte. Ele explica isso na noção de que indivíduos agregam sentido e valor ao seu mundo e acabam definindo o seu significado e valor em relação ao que eles enxergam ao seu redor. Porém, segundo o designer, com a criação de novos mundos digitais, essas construções de significado podem existir apenas no reino digital, sem nenhuma conexão com o mundo físico.

O trabalho de David Rudnick tem um lado conceitual forte. Ele explica isso na noção de que indivíduos agregam sentido e valor ao seu mundo e acabam definindo o seu significado e valor em relação ao que eles enxergam ao seu redor. Porém, segundo o designer, com a criação de novos mundos digitais, essas construções de significado podem existir apenas no reino digital, sem nenhuma conexão com o mundo físico.

O trabalho de David Rudnick tem um lado conceitual forte. Ele explica isso na noção de que indivíduos agregam sentido e valor ao seu mundo e acabam definindo o seu significado e valor em relação ao que eles enxergam ao seu redor. Porém, segundo o designer, com a criação de novos mundos digitais, essas construções de significado podem existir apenas no reino digital, sem nenhuma conexão com o mundo físico.

O trabalho de David Rudnick tem um lado conceitual forte. Ele explica isso na noção de que indivíduos agregam sentido e valor ao seu mundo e acabam definindo o seu significado e valor em relação ao que eles enxergam ao seu redor. Porém, segundo o designer, com a criação de novos mundos digitais, essas construções de significado podem existir apenas no reino digital, sem nenhuma conexão com o mundo físico.

O trabalho de David Rudnick tem um lado conceitual forte. Ele explica isso na noção de que indivíduos agregam sentido e valor ao seu mundo e acabam definindo o seu significado e valor em relação ao que eles enxergam ao seu redor. Porém, segundo o designer, com a criação de novos mundos digitais, essas construções de significado podem existir apenas no reino digital, sem nenhuma conexão com o mundo físico.

O trabalho de David Rudnick tem um lado conceitual forte. Ele explica isso na noção de que indivíduos agregam sentido e valor ao seu mundo e acabam definindo o seu significado e valor em relação ao que eles enxergam ao seu redor. Porém, segundo o designer, com a criação de novos mundos digitais, essas construções de significado podem existir apenas no reino digital, sem nenhuma conexão com o mundo físico.

O trabalho de David Rudnick tem um lado conceitual forte. Ele explica isso na noção de que indivíduos agregam sentido e valor ao seu mundo e acabam definindo o seu significado e valor em relação ao que eles enxergam ao seu redor. Porém, segundo o designer, com a criação de novos mundos digitais, essas construções de significado podem existir apenas no reino digital, sem nenhuma conexão com o mundo físico.

Formado em história da arte e com um profundo interesse em filosofia, David Rudnick trabalhou com diversos clientes em projetos que vão de capas de discos para Black Midi, Nicolas Jaar e Oneohtrix Point Never a produtos visuais para ASUS e Vice.

Para saber mais sobre o trabalho de David Rudnick, pode clicar no link abaixo e explorar mais os mundos do designer.

Acid Graphics: O Design Gráfico de David Rudnick

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.